Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Seminários regionais reunirão gestores para orientar escolha
Início do conteúdo da página
ProUni

Balanço do segundo dia contabiliza mais de 1,2 milhão de inscrições

  • Sexta-feira, 01 de fevereiro de 2019, 20h52
  • Última atualização em Sexta-feira, 01 de fevereiro de 2019, 20h52

No segundo dia de inscrições, até as 19 horas, foram registrados 658.544 inscritos e 1.254.803 inscrições, considerando as duas opções de escolha dos candidatos, no processo seletivo do Programa Universidade para Todos (ProUni). O programa concede bolsas de estudo em cursos de graduação em instituições de educação superior privadas.

Nesta edição, estão sendo ofertadas 243.888 bolsas, sendo 116.813 integrais e 127.075 parciais, distribuídas em 1.239 instituições de educação superior, no Brasil. Esta é a maior oferta de bolsas da história do ProUni, desde sua criação, em 2005. Os candidatos podem conferir as bolsas disponíveis pela página do programa, pesquisando por curso, instituição ou município.

As inscrições do ProUni acontecem apenas pela internet e se estendem até as 23h59 de 3 de fevereiro, horário oficial de Brasília. O resultado da primeira chamada será divulgado na próxima quarta-feira, 6 de fevereiro. O calendário de atividades pode ser conferido na página do programa. Para participar do processo seletivo, é necessário que os estudantes brasileiros não possuam diploma de curso superior e tenham participado da edição de 2018 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), tendo obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas do exame e nota superior a zero na redação.

Os outros requisitos para tentar uma das bolsas são: ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou da rede particular, na condição de bolsista integral da própria escola; ser pessoa com deficiência; ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrante de quadro de pessoal permanente de instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Neste último caso, não é necessário comprovar renda.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Já para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Programa – O ProUni, que já atendeu mais de 2,4 milhões de estudantes desde a sua criação, tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições de educação superior privadas. Desde que foi criado, o programa oferece, em contrapartida, isenção de tributos às instituições que aderem ao programa.

O programa conta com um sistema de seleção informatizado e impessoal, que confere transparência e segurança ao processo seletivo. Possui, ainda, ações conjuntas de incentivo à permanência dos estudantes nas instituições, como a Bolsa Permanência e o Fundo de Financiamento Estudantil (Novo Fies), que possibilita ao bolsista parcial financiar parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

Acesse a página do ProUni

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página