Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Liberado para consulta o desempenho médio por escola do exame de 2010
Início do conteúdo da página
TV Escola

Rede Escola aborda 2ª Guerra e o papel dos pracinhas brasileiros

  • Sexta-feira, 05 de julho de 2019, 15h22
  • Última atualização em Sexta-feira, 05 de julho de 2019, 15h23

O Rede Escola desta semana dá um salto no tempo e revisita um dos dias mais importantes da História da liberdade: a Invasão da Normandia, o “Dia D”, data que abriu as portas para que as tropas aliadas retomassem a Europa das mãos dos nazistas.

A equipe do programa conversou com o professor Gonçalo Rocha Gonçalves, do Departamento de História da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ), que explicou o contexto que permitiu o êxito da ação aliada na costa francesa. Outro entrevistado, o ex-combatente Melquisedeque Afonso de Carvalho lembra que, apesar de não participarem do “Dia D”, os pracinhas brasileiros ouviam através do rádio os relatos da Normandia.

Também no Rio de Janeiro, o Rede Escola foi até o Colégio Pedro II, tradicional instituição de ensino carioca e uma das participantes do projeto “Meninas Olímpicas do IMPA”, criado pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA). A iniciativa visa uma maior participação feminina nas ciências exatas. Com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o projeto oferta aulas planejadas, acompanhadas por professores e medalhistas das Olimpíadas de Matemática dos anos anteriores.

Ainda na capital fluminense, o centenário do Instituto Vital Brazil foi assunto de reportagem que mostra as bases, os objetivos, a produção e como funciona uma das mais importantes entidades de pesquisa científica do país.

Em Brasília, a equipe da Rede Escola foi conhecer de perto um projeto que ensina a língua portuguesa a pessoas que chegam no Brasil na condição de refugiados ou em estado de vulnerabilidade. Trata-se do “Português de Acolhimento”, criado pela professora Ana Luiza Gabatteli e que conta com o apoio da Universidade de Brasília (UnB).

A edição desta semana traz outro projeto na capital federal: o “Mapa das Frutíferas”. A professora de Gastronomia do Instituto Federal de Brasília (IFB) Ana Paula Jaques catalogou e mapeou as árvores frutíferas do Parque da Cidade Sarah Kubitschek, parque urbano situado no centro de Brasília. Inicialmente são dez tipos de frutas diferentes.

O Rede Escola é apresentado em episódios inéditos toda sexta, às 19h. Reapresentações no. sábado, às 16h; domingo, às 12h; e segunda, às 12h30. Para rever os episódios anteriores, a playlist completa está disponível no portal da TV Escola, no aplicativo e no canal da emissora no YouTube.

Assessoria de Comunicação Social, com informações da TV Escola

X
Fim do conteúdo da página