Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Educação superior
Início do conteúdo da página
Tecnologia

Microsoft destaca Sisu em nuvem como case de sucesso

  • Segunda-feira, 23 de março de 2020, 14h38
  • Última atualização em Segunda-feira, 23 de março de 2020, 15h13

Multinacional de tecnologia destina espaço em seu site para programa do MEC


Dyelle Menezes e Guilherme Pera, do Portal MEC

A Microsoft destacou o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do primeiro semestre de 2020 como um case de sucesso. O Ministério da Educação (MEC) migrou o programa para a nuvem da multinacional de tecnologia para aumentar a capacidade de acessos.

Segundo a empresa, a mudança "garantiu a estabilidade e escalabilidade na capacidade de processamento para atender à demanda crescente de estudantes". Na primeira edição da seleção, em 2010, 83.125 vagas foram ofertadas pelo sistema, ante 237.128 na 1ª/2020.

A multinacional pontou ainda que "o MEC levou em consideração a necessidade de investimento em infraestrutura para comportar um sistema que recebe um enorme volume de acessos em apenas 12 dias por ano". No primeiro semestre do ano, foram 3.458.358 inscrições, feitas por 1.795.211 pessoas, já que cada candidato pode optar por até dois cursos. O sistema chegou a registrar pico histórico de inscrições por minuto: 7 mil. Uma média de 1.571.377 pessoas acessou o portal diariamente.

Leia, na íntegra, o texto publicado no portal da Microsoft.

O programa - O Sisu é a principal forma de acessar o ensino superior público com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no Brasil. Para participar, é necessário não ter zerado a redação. Com inscrição gratuita, o sistema seleciona os mais bem classificados em cada curso, de acordo com as notas do Enem e eventuais ponderações, como pesos atribuídos às notas ou bônus.

Assunto(s): MEC , Sisu , Microsoft
X
Fim do conteúdo da página