Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Enem

Ministro planeja exame como forma de avaliar ensino médio

  • Terça-feira, 13 de janeiro de 2015, 20h08
  • Última atualização em Terça-feira, 13 de janeiro de 2015, 20h15

Ao lado do presidente do Inep, Francisco Soares (esq), e do secretário-executivo do MEC, Luiz Cláudio Costa (dir), o ministro Cid Gomes divulga o balanço dos resultados do Enem 2014 (Foto: Isabelle Araújo/MEC) O ministro da Educação, Cid Gomes, afirmou que pretende utilizar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como uma medida censitária de avaliação do ensino médio. Ciente de que o ensino médio é hoje um dos principais desafios da educação brasileira, o ministro acredita que desta forma, a prova servirá como balizador para a melhoria nas políticas públicas voltadas para esta etapa escolar.

A informação foi dada durante entrevista coletiva, em Brasília, em que ele divulgou balanço dos resultados individuais do Enem 2014, ao lado do presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Chico Soares.

Os dados disponibilizados apontam que houve elevação na média de ciências da natureza, ciências humanas e linguagens. No entanto, houve queda na média aritmética de matemática e redação.

“O tema da redação de 2013 foi muito debatido, muito popularizado. Era o tema da Lei Seca. Já em 2014, o tema foi publicidade infantil. Creio que esse tenha sido um dos fatores na redução da nota média das redações”, pontuou Cid Gomes.

Balanço – No Enem 2014, ao todo foram 6.193.565 participantes que tiveram nota em pelo menos uma das áreas avaliadas. As médias dos participantes nas provas objetivas foram de 546,5 em Ciências Humanas; 482,2 em Ciências da Natureza; 507,9 em Linguagens e Códigos; e 473,5 em Matemática.

Entre as redações, 2.695.949 foram encaminhadas para um terceiro corretor e outras 283.746 foram avaliadas por uma banca de especialistas. Do total de participantes que tiveram redações corrigidas, 250 obtiveram nota mil, enquanto 35.719 alcançaram nota entre 901 e 999.

A nota zero foi atribuída a 529.374 candidatos. A nota também é atribuída aos candidatos que deixam a prova em branco.

Para certificação do ensino médio, 631.071 pessoas prestaram o exame. Destas, 67.254 cumpriram os requisitos mínimos para obtenção do certificado.

Perfil – Do total de participantes, 3.235.715 se declararam egressos do ensino médio e 1.472.530 ainda não haviam concluído a educação básica. Outros 1.485.320 candidatos estavam concluindo o ensino médio no ano passado, sendo 73,5% nas redes públicas estaduais.

Por faixa etária, 75,3% dos candidatos tinham entre 15 e 24 anos na época do exame. As mulheres representaram a maioria dos participantes (58%).

Boletins – Os resultados individuais de desempenho do Enem 2014 estarão disponíveis ainda nesta terça-feira para consulta no site do Inep. Para acessar as notas, basta os participantes informarem o CPF e a senha cadastrada no ato da inscrição.

A senha do Enem é a mesma que será utilizada para acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), cujas inscrições começam na próxima segunda-feira, 19, e se estendem até 22 de janeiro.

Assessoria de Comunicação Social

Veja aqui a apresentação da coletiva.

Assunto(s): ministro , Cid Gomes , Enem , coletiva
X
Fim do conteúdo da página