Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Inep divulga indicadores de qualidade referentes a 2016
Início do conteúdo da página
Pronunciamento

Ministro da Educação fala de melhorias e reforço na segurança do Enem 2017

  • Sexta-feira, 03 de novembro de 2017, 21h28
  • Última atualização em Sexta-feira, 03 de novembro de 2017, 22h05

Em pronunciamento em rede nacional nesta sexta-feira, 3, o ministro da Educação, Mendonça Filho, falou sobre o primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, que acontece neste domingo, 5 de novembro. “No próximo domingo seis milhões e setecentos mil participantes farão a prova do Enem com mudanças importantes definidas em uma ampla consulta pública”, destacou ao citar, entre elas, a divisão da prova em dois dias, a intensificação da segurança e a realização do exame no domingo ao invés do sábado.

Ao falar da realização da prova em dois domingos, como ocorria até o ano passado, o ministro da Educação reforçou que isso “dará mais tranquilidade aos participantes”. Mendonça Filho pontuou o respeito aos sabatistas, religiosos que guardam o sábado e que antes, em respeito aos seus dogmas, eram obrigados a ficar até nove horas esperando o pôr-do-sol para iniciar a prova. No primeiro dia, as provas serão de redação, linguagens e códigos e ciências humanas e suas tecnologias. No outro domingo (12) serão aplicadas provas de matemática, ciências da natureza e suas tecnologias.

O ministro da Educação Mendonça Filho confirmou que serão 67 mil detectores de metal em todos os locais de prova (Foto: André Nery/MEC)

Mendonça Filho destacou, também, a preocupação do governo com a lisura do processo. “No governo do presidente Temer o Enem 2017 terá a maior estrutura de segurança desde a sua criação. Serão 67 mil detectores de metal em todos os locais de prova. De forma inédita teremos detectores de ponto eletrônico em todos os estados, distribuídos conforme planejamento determinado pela Policia Federal”, afirmou. Ele lembrou, ainda, que os malotes terão sensores para identificar o momento exato de sua abertura e as provas serão personalizadas “para que o candidato tenha tranquilidade em relação à lisura do exame”.

Ainda de acordo com ele, outra mudança importante no Enem 2017 se traduz na preocupação com a acessibilidade dos candidatos. “Participantes com surdez ou deficiência auditiva poderão fazer vídeo prova traduzida em língua brasileira de sinais”, lembrou em seu pronunciamento. Tido como principal porta de entrada para a universidade, o Enem 2017 é aguardado com ansiedade pelos estudantes brasileiros. Em seu pronunciamento, Mendonça Filho lembrou dos programas que viabilizam esse acesso, entre os quais o Novo Fies que vai ofertar 310 mil novos contratos.

“Os programas de acesso ao ensino superior – como o Sisu para as universidades federais, o Prouni para as bolsas e o Fies como financiamento – estão garantidos. O Novo Fies vai ofertar 310 mil contratos, sendo 100 mil deles a juros zero. São mais de 600 mil pessoas trabalhando em todo o país para oferecer a melhor condição possível para você que vai fazer a prova”. Ao concluir, Mendonça Filho desejou sorte aos participantes. “Tenha toda a tranquilidade e boa sorte”.

Assessoria de Comunicação Social

Assunto(s): Segurança , Enem , pronunciamento , provas
X
Fim do conteúdo da página