Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Paraguai tem apoio do Brasil para fortalecer ensino profissionalizante
Início do conteúdo da página
Pesquisas e dados

Começa avaliação do Plano Nacional de Educação

  • Quarta-feira, 31 de agosto de 2005, 17h07

O Plano Nacional de Educação (PNE) será avaliado em um ciclo de debates promovido pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). A abertura ocorrerá nesta quinta-feira, dia 1º de setembro, às 10h, e contará com a presença do ministro da Educação, Fernando Haddad. Os rumos da educação básica serão discutidos no dia 3 de outubro e a formação de professores, no dia  27 de outubro. O evento será no auditório do CNE, em Brasília.

No primeiro dia, após a abertura, haverá uma apresentação a respeito da metodologia do ciclo de debates sobre educação a distância e tecnologias educacionais e educação superior. Na próxima segunda, dia 3, das 10h às 13h, a educação básica será desdobrada em quatro tópicos (educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, educação tecnológica e formação profissional), de modo a facilitar as discussões. À tarde, das 15h às 18h30, será a vez das modalidades da educação (educação indígena; educação especial; educação do campo; e educação de jovens e adultos) estarem em foco.

Fechando o ciclo, no dia 27 de outubro, das 10h às 13h, a formação dos docentes brasileiros será colocada em cheque, e, à tarde, das 15h às 18h, serão apresentadas as conclusões dos trabalhos desenvolvidos no período. O evento contará com a participação de integrantes da Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados; da Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia do Senado Federal; da Comissão de Comunicação e Esporte do Senado Federal; Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed); União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime); Fórum dos Conselhos Estaduais de Educação (FNCE) e União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme).

Segundo Roberto Cláudio Frota Bezerra, presidente do CNE, os debates servirão para reunir trabalhos sobre o PNE elaborados por diferentes órgãos e entidades. “Uma das missões do CNE é acompanhar a execução do PNE. Desde o início estava previsto este trabalho avaliativo no quinto ano de vigência. Além do conselho, vários atores, em instâncias diferentes, têm funções relacionadas ao acompanhamento do plano. Por isso, o CNE resolveu organizar este ciclo de debates para unir os estudos”, afirma.

O conselheiro enfatiza a importância do ciclo ao explicar que “os diversos temas que compõem o plano, como educação superior e educação a distância, serão tratados separadamente”. Em novembro, durante o Fórum Brasil de Educação, o CNE apresentará o resultado do ciclo de debates. O documento poderá subsidiar o governo na correção de rumos do PNE.

Repórter: Raquel Maranhão Sá

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página