Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Pesquisas e dados

Prova Brasil ao alcance de todos

  • Sexta-feira, 30 de junho de 2006, 14h28

Qualquer cidadão poderá conhecer o desempenho da escola pública dos seus filhos, cidade, estado e Brasil. Os dados da primeira Prova Brasil estão disponíveis na internet e serão enviados, a partir da semana que vem, às escolas que participaram. “Os dados são importantes para todos fixarem metas de desempenho na próxima edição da Prova Brasil”, disse o ministro da Educação, Fernando Haddad, nesta sexta-feira, 30. A Prova Brasil avaliou o conhecimento de língua portuguesa (foco em leitura) e matemática (foco em solução de problemas) de 3.306.317 alunos de 4ª e 8ª série do ensino básico da rede pública. As provas foram aplicadas em 160 mil turmas de 41 mil escolas urbanas, em 5.398 municípios, em novembro.

“A inovação do programa é transformar uma avaliação com carga passiva grande em avaliação que pretende ser mobilizadora da comunidade escolar”, disse o ministro. O MEC quer estimular o compromisso de pais, professores e diretores de escolas nesse sentido. “É a transformação da avaliação que estamos patrocinando, porque vai dar a chance de aumentar o grau de responsabilidade e compromisso, ampliar o universo de pessoas envolvidas com metas de qualidade.”

Melhora – Os dados da Prova Brasil comparados aos dados do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) de 2003 indicam melhora em português e matemática na 4ª série, em torno de cinco pontos; e ligeira piora em português e estabilidade em matemática na 8ª série do ensino fundamental. “Esses cinco pontos equivalem a um avanço de seis meses de estudo”, analisou o ministro. “Se subirmos dez pontos a cada edição da Prova Brasil, em dez anos atingiremos uma meta ideal”, disse Haddad.

Ele explicou que a melhora do ensino na 4ª série se deve aos esforços de prefeitos e governadores em priorizar a educação. “Os louros da 4ª série se devem aos estados e municípios, com quem o MEC trabalha com cooperação”, afirmou. O ministro explicou que é a primeira vez no país que se faz uma prova universal para alunos de 4ª e 8ª série, o que permite ao MEC divulgar dados por estabelecimento de ensino.

Cartazes – O MEC enviará às escolas participantes um livreto e três cartazes com desenhos e mapas ilustrativos da Prova Brasil. Os cartazes indicam dados dos alunos e escolas participantes, nos níveis nacional, estadual e municipal e da escola individualmente, nas duas séries de ensino.

O desempenho de cada escola, com a distribuição percentual de alunos e média posicionada nas duas matérias, está no material a ser enviado pelo MEC. Pelos dados, sabe-se que a média nacional dos alunos de 4ª série das escolas estaduais ficou em 176,07 em língua portuguesa. Pontuação que cai para 171,09, para a mesma disciplina e nível de estudo nas escolas municipais. O cartaz mostra a média das notas da disciplina e série no estado, município e escola, individualmente, o que facilita a compreensão dos resultados e o debate sobre o assunto.

Os cartazes trazem informações de modo que cada escola tenha condições de comparar seu resultado com os das escolas de características semelhantes. Já o livreto com o mapa do Brasil na capa contém informações técnicas sobre a avaliação: metodologia utilizada, o que foi avaliado, tipo de provas, exemplos de itens (questões), descrição detalhada dos níveis da escala de proficiência e sobre os dados contidos nos cartazes de resultados.

Participação – Nas escolas onde o ensino fundamental está organizado em regime de nove anos, a prova foi aplicada nas turmas de 5º e 9º ano. Escolas com menos de 30 alunos não tomaram parte. Outras participaram, mas não da maneira proposta, como as estaduais de São Paulo, que preferiram não aplicar a prova para todos os alunos do universo estabelecido. Em Tocantins, as provas foram danificadas por umidade, no transporte. A empresa contratada assumiu a responsabilidade e os alunos terão nova prova.

Os cartazes com mapa de desempenho da Prova Brasil devem ser afixados em locais públicos. O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), Reynaldo Fernandes, explicou a diferença entre a Prova Brasil e o Saeb. A Prova Brasil indica os resultados por escola e dá subsídios para maior pressão pelo ensino de qualidade, para mobilização e comparações de escola por escola, município por município, e níveis estaduais e nacional, enquanto o Saeb é feito por amostragem e faz uma macroavaliação do sistema educacional.

O Inep aplicou a Prova Brasil em parceria com secretarias estaduais e municipais de educação. Foram mais de 20 mil colaboradores. Os alunos responderam a um questionário sobre contexto social, econômico e cultural. Além de subsidiar o debate sobre qualidade de ensino e estabelecer metas, a Prova Brasil objetiva auxiliar os governantes no direcionamento de recursos técnicos e financeiros. As informações estão disponíveis na página eletrônica da Prova Brasil.

Repórter: Susan Faria

 

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página