Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Educação de jovens e adultos

Oportunidade para aprender uma profissão

  • Sexta-feira, 30 de março de 2007, 13h09

Jovens que tenham parado de estudar na 4ª série do ensino fundamental, com idade entre 18 e 24 anos, que não trabalham com carteira assinada e que moram nas capitais de oito estados ou em outros 34 municípios de áreas metropolitanas, podem voltar a estudar e se profissionalizar. A oportunidade está no Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem), que recebe inscrições até 13 de abril.

O programa reabriu as inscrições para preencher vagas que sobraram no processo seletivo em Belém, Fortaleza, Recife, Maceió, Vitória, Goiânia, Cuiabá e Porto Alegre e em outros 34 municípios. Com mais prazo para inscrição, o governo federal dá nova chance às capitais e cidades de alcançar a meta de inclusão assumida no convênio e reabre as portas da qualificação aos jovens das periferias com pouco estudo e sem profissão.

No ProJovem, além de obter o certificado de conclusão do ensino fundamental, o jovem pode escolher uma atividade profissional de acordo com sua vocação e possibilidade de trabalho no município onde reside. Cada prefeitura parceira do programa escolhe até quatro entre as 21 áreas profissionais do ProJovem, segundo as necessidades de mão-de-obra local: telemática, construção e reparos 1, construção e reparos 2, turismo e hospitalidade, vestuário, administração, serviços pessoais, serviços domésticos 1, serviços domésticos 2, esporte e lazer, metal-mecânica, madeira e móveis, arte e cultura 1, arte e cultura 2, saúde, gestão pública e terceiro setor, educação, alimentação, gráfica, joalheria, agroextrativismo.

As inscrições devem ser feitas pelo telefone gratuito 0800 722 7777, de segunda a sexta-feira, das 7h às 23h, e aos sábados e domingos, das 8h às 20h. Para se inscrever, o jovem precisa informar o número da carteira de identidade ou da certidão de nascimento; número do CPF (obrigatório); e endereço residencial com CEP. A ligação deve ser feita de aparelho fixo ou orelhão, onde também pode-se obter informações sobre o início das aulas, cursos oferecidos, endereços e tirar dúvidas. O curso tem duração de 12 meses, período em que os jovens completam o ensino fundamental e recebem qualificação profissional, inclusão digital e aulas de inglês. A título de incentivo, cada aluno recebe por mês R$ 100,00, retirados na Caixa Econômica Federal.

Vagas — Além das oito capitais há vagas nas regiões metropolitanas de São Paulo (Embu das Artes, Diadema, Mogi das Cruzes, Itaquaquecetuba, Guarulhos, Santo André, Carapicuíba, Mauá, Suzano e Osasco); Rio de Janeiro (Niterói, São Gonçalo, Nova Iguaçu, Belford Roxo, Duque de Caxias, Magé e São João do Meriti); Minas Gerais (Contagem, Betim e Ribeirão das Neves); Espírito Santo (Vila Velha, Cariacica e Serra); Pernambuco (Paulista, Olinda e Jaboatão dos Guararapes); Rio Grande do Sul (Canoas, Viamão, Nova Hamburgo e Gravataí); Paraná (São José dos Pinhais); Ceará (Caucaia); Pará (Ananindeua); Goiás (Aparecida de Goiânia).

Ionice Lorenzoni

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página