Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Educação profissional e tecnológica

Especialistas confirmam consolidação da educação tecnológica

  • Sexta-feira, 15 de dezembro de 2006, 15h16

A graduação tecnológica vive no Brasil franco processo de consolidação de sua oferta e sua estrutura. A expansão de 1.000% na oferta nos últimos dez anos demonstra a aceitação que a modalidade tem no País. Para o especialista e coordenador de Desenvolvimento e Modernização da Educação Profissional (Setec/MEC), Paulo Roberto Wollinger, o fato de a educação profissional ter aumentado a sua oferta é “demonstração de que é uma opção viável e importante para a formação das gerações futuras”.

Com o objetivo de discutir o tema, nove especialistas em educação profissional e tecnológica reuniram-se em Brasília, entre os dias 13 e 15 deste mês, para debater a graduação tecnológica no Brasil. O produto dessa discussão será um livro, o sétimo volume da coleção Educação Superior em Debate. A coletânea é publicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e o MEC. O lançamento está previsto para até meados de 2007. Desde quando começaram a ser oferecidos os primeiros cursos superiores de tecnologia (1968) até 2006, houve aumento na oferta desses cursos, notadamente na última década. Se em 1994 eram oferecidos 261 cursos, hoje são ofertados cerca de 3.600.

Wollinger considera expressiva a expansão da graduação tecnológica. “No Brasil, há uma expansão da oferta de cursos superiores de tecnologia. Mas há também uma expansão física com a criação de novas escolas como qualitativa, que se traduz na adoção de novos métodos de avaliação, novos processos e incorporação de novas tecnologias educacionais.” Segundo ele, a tendência é continuar aumentando porque “a aceitação desses cursos é cada vez maior”.

O especialista Francisco Cordão comentou que a meta do simpósio é consolidar a oferta da educação tecnológica. Para ele, o primeiro passo foi dado no lançamento do Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia. O novo ordenamento dos cursos superiores de tecnologia os agrupou em dez eixos tecnológicos. O próximo passo na consolidação da oferta da educação tecnológica é uma aferição semelhante ao Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade).

Coleção − A coleção Educação Superior em Debate já abordou duas vezes a educação profissional: o número 3 tratou da Universidade e Mundo do Trabalho e o número 6 abordou a Universidade Tecnológica. A edição que é preparada, número 7, é sobre Graduação Tecnológica.

Ana Júlia Silva de Souza

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página