Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > "É a maior revolução na área de ensino no país dos últimos 20 anos", diz ministro
Início do conteúdo da página
Pró-Letramento

Cem mil educadores receberão formação continuada em 2010

  • Quinta-feira, 24 de setembro de 2009, 17h00
Foto: Banco de imagem/MECProfessores dos anos iniciais do ensino fundamental terão a oportunidade, em 2010, de fazer cursos de formação continuada em matemática, alfabetização e linguagem pelo programa Pró-Letramento. A meta para o próximo ano é oferecer formação a cem mil educadores das redes públicas que aderiram ao programa em 2009.

O Pró-Letramento é desenvolvido pelo Ministério da Educação em parceria com 19 universidades que integram a Rede Nacional de Formação Continuada e com a adesão de estados e municípios. De acordo com a coordenadora-geral de formação de professores da Secretaria de Educação Básica, Helena Costa Lopes de Freitas, hoje 169.764 docentes estão fazendo formação continuada no Pró-Letramento. Desde 2005, quando o programa foi criado, 254 mil profissionais já foram qualificados.

Neste programa, os educadores no exercício do magistério podem fazer dois tipos de formação: um curso de alfabetização e linguagem e outro de matemática, com carga de 120 horas cada. A formação combina encontros presenciais e atividades individuais durante oito meses.

Enfrentar os desafios das crianças no aprendizado da leitura e da escrita é um dos motivos que deve estimular o professor a ampliar sua formação, diz a coordenadora. Outras motivações são a atualização dos conteúdos, a elevação da auto estima e o enfrentamento do fracasso escolar. “A atualização é uma necessidade imperiosa nos dias atuais”, segundo Helena de Freitas.

No Pró-Letramento, a formação dos educadores é realizada com o auxílio de tutores que ajudam na orientação dos estudos. Em 2009, o programa qualificou 4.256 tutores em cursos de 118 horas, sendo 102 horas presenciais e 16 horas a distância. Para desenvolver essa atividade, os tutores recebem bolsas mensais no valor de R$ 400,00 pagas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que é uma autarquia do MEC.

Informações sobre o programa, manuais e materiais de estudos estão na página eletrônica da Secretaria de Educação Básica.

Ionice Lorenzoni
X
Fim do conteúdo da página