Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Pesquisa avaliará oportunidade de emprego obtida por egressos
Início do conteúdo da página
Cooperação internacional

Universidades se preparam para receber estudantes estrangeiros

  • Quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014, 16h33

Os 570 estrangeiros selecionados pelo Programa Estudante-Convênio de Graduação (PEC-G) para estudar em instituições de ensino superior brasileiras devem procurar as universidades onde conseguiram a vaga para verificar as datas de matrícula e o início das aulas. Os estudantes provêm da África, América Latina e Caribe e de países asiáticos.

A maior parte dos estrangeiros que conseguiram vagas em universidades públicas e particulares vem de países africanos. Das nações desse continente que tiveram estudantes selecionados estão em destaque Cabo Verde, com 103, Benin (73), Angola (59), Gana (26) e São Tomé e Príncipe (19). Com a participação de jovens de 14 países, a América de língua espanhola está em segundo lugar quanto ao número de alunos. Os hondurenhos conseguiram 35 vagas, seguidos de paraguaios (18), peruanos (16), colombianos (12) e equatorianos (11). Da Ásia, foram selecionados dois estudantes do Paquistão, um da Tailândia e um do Timor Leste.

Desenvolvido pelos ministérios da Educação e das Relações Exteriores, em parceria com 96 instituições federais, estaduais e particulares, o PEC-G oferece oportunidade de formação superior a jovens na faixa de 18 a 23 anos de idade, vindos de países em desenvolvimento com os quais o Brasil mantenha acordos educacionais e culturais. Em 2014, o programa completa 50 anos e a estimativa é de que tenha atendido, nesse período, 15 mil jovens.

A graduação para o estudante do PEC-G é gratuita, mas ele deve custear suas despesas com moradia, transporte e alimentação durante o período que permanecer no Brasil. Exceto os selecionados de nações da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), os demais devem apresentar o certificado Celpe-Bras para ingressar na faculdade. O aluno que não tem o Celpe-Bras pode estudar Língua Portuguesa na instituição onde foi selecionado para fazer a graduação, e prestar o exame. Reprovados no Celpe-Bras perdem a vaga na graduação.

Ionice Lorenzoni

Confira a relação dos 570 selecionados, os países de origem, a instituição de ensino superior e o campus onde vão fazer a graduação, o curso, o ano de ingresso (2014 ou 2015) e o semestre

Conheça o PEC-G

X
Fim do conteúdo da página