Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Exame terá segunda aplicação em 418 locais de 165 municípios
Início do conteúdo da página
Educação superior

Professores belgas darão aulas nas universidades federais

  • Quinta-feira, 28 de maio de 2015, 18h57

Parceria assinada entre o ministro Renato Janine e o ministro-presidente da Federação Valônia-Bruxelas, Rudy Demotte, prevê a atuação de professores belgas em universidades brasileiras interessadas (Foto: Mariana Leal/MEC)Um memorando de entendimento assinado nesta quinta-feira, 28, entre o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, e o ministro-presidente da Federação Valônia-Bruxelas, Rudy Demotte, fará com que universidades federais brasileiras recebam professores belgas para ministrar aulas de língua francesa para alunos interessados em programas de mobilidade, como o Idioma Sem Fronteiras.

Os professores passarão a dar aulas em universidades que não possuam docentes dessa língua em seus quadros. Além disso, os professores estrangeiros vão ministrar aulas de literatura belga nos cursos de letras-francês nas universidades que desejarem receber esses profissionais.

O ministro Renato Janine Ribeiro destaca a parceria entre o Brasil e a Bélgica no projeto. “É com grande satisfação que temos esta cooperação com a Bélgica, que já recebe centenas de estudantes brasileiros pelo Ciências sem Fronteiras. Agora, abre-se também uma oportunidade de desenvolver novas formas de cooperação”, disse.

Conforme Demotte, o entendimento entre os dois países pretende também viabilizar a concessão de materiais didáticos. O contrato de cada professor belga tem a duração de um ano, podendo ser renovado por até cinco anos.

Durante o período em que estiverem no Brasil, os docentes participarão do programa Idioma Sem Fronteiras como professores dos núcleos de língua das universidades federais da mesma forma que os demais bolsistas do programa, com carga-horária de 20 horas semanais.

Assessoria de Comunicação Social

Acesse outras informações no portal do Idioma sem Fronteiras

 

X
Fim do conteúdo da página