Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC lança programa “Conta pra Mim” para incentivar a leitura para crianças no ambiente familiar
Início do conteúdo da página
Educação profissional

No Maranhão, MEC inaugura campus com capacidade de atender a 1,2 mil alunos

  • Segunda-feira, 02 de outubro de 2017, 15h40

São Luís, 2/10/2017 - O ministro Mendonça Filho inaugurou, na manhã desta segunda-feira, 2, o campus São José de Ribamar, do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), em São José de Ribamar, na região metropolitana de São Luís. Orçada em R$ 7.373.349,76, a unidade teve as obras iniciadas em outubro de 2013. As atividades, em instalação provisória cedida pela prefeitura local, começaram em março de 2015, tendo a mudança para o prédio atual sido feita em março de 2017.

Mendonça Filho reforçou que proporcionar acesso a educação e formação técnica e profissional é garantir empregabilidade, acesso ao mercado de trabalho e dar outro horizonte de vida para o jovem brasileiro. “Fico feliz em inaugurar essa unidade do IFMA, um campus novo, recentemente concluído, e que abriga um número relevante de estudantes aqui do Maranhão em cursos técnicos e tecnológicos”, afirmou o ministro. “Estamos expandindo a Rede de Educação Técnica do MEC e, mais uma vez, o Maranhão é contemplado com investimentos relevantes em São José do Ribamar.”

Parceria – O governador do Maranhão, Flávio Dino, destacou que o campus é fruto da parceria entre o governo federal, o governo do estado e as prefeituras municipais. “Estamos felizes de testemunhar aquilo que buscamos, que é a ação sinérgica, organizada e eficiente entre o governo federal, o governo do estado e as prefeituras municipais”, resumiu. “A maior obra de qualquer sociedade que pretende ser civilizada é abrir as avenidas de oportunidades e de sonhos para sua juventude. É assim no mundo inteiro e não seria diferente aqui no Maranhão.”.

O reitor do IFMA, Francisco Roberto Brandão Ferreira, ressaltou a importância do campus São José de Ribamar para a região e para o estado: “É importante porque a cidade de São José de Ribamar é estratégica. Não tínhamos instituto federal de educação profissional e tecnológica e agora chegamos com essa proposta para atender os mais de 200 mil habitantes da região”.

No campus São José de Ribamar, os cursos funcionam com foco no desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, econômico e social da região (Foto: Diego Dubard/MEC)

O local tem capacidade para atender até 1,2 mil alunos presencialmente. Hoje, são 960 estudantes, sendo 910 em cursos presenciais e 50 em cursos da modalidade Educação a Distância (EAD), além de 35 professores e 20 técnicos-administrativos.

Cursos – Voltada à formação de qualidade dos seus alunos, a unidade atua de forma comprometida com o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, econômico e social da região. Atualmente, conta com os cursos de administração, eletroeletrônica, informática para internet, programação de jogos digitais e redes de computadores.

O campus São José de Ribamar é polo de EAD e oferta o curso técnico em informática para internet para 50 estudantes por meio do Mediotec, programa do MEC. Também atua na oferta de cursos de formação inicial e continuada (FIC), por programas e projetos de extensão, já tendo capacitado cerca de 320 jovens trabalhadores em diversos cursos, como eletricista predial, auxiliar administrativo, inglês básico, libras básico, francês básico, programador de sistemas e operador de computador.

Estrutura – Distante 30 quilômetros do centro da capital maranhense, o campus ocupa uma área de 20 mil m², sendo 6.137 m² de área construída. O prédio tem nove salas de aula, auditório para 120 pessoas, dois laboratórios de informática, laboratórios de física, eletroeletrônica, química e biologia, biblioteca, salas administrativas e estacionamento.

Mendonça Filho aproveitou a oportunidade para falar sobre os investimentos feitos na área de educação no Maranhão. “Temos várias parcerias com o governo do estado no campo da educação técnica. Há apoio, inclusive, na educação básica, para a construção de quadras poliesportivas que estão sendo tocadas com recursos do governo federal, via Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE)”, explicou o ministro. “A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) tem recebido aportes significativos de recursos, inclusive na área de ciências do mar. Até o fim do ano, voltarei ao Maranhão para entregar um navio escola importante para as pesquisas tocadas pela UFMA”, finalizou.

Assessoria de Comunicação Social 

X
Fim do conteúdo da página