Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias
Início do conteúdo da página
Trilhas da Educação

Professora desenvolve projeto que ajuda a reduzir índices de obesidade

  • Sexta-feira, 26 de maio de 2017, 13h34


Agricultores e funcionários da escola paranaense juntam-se aos alunos para incentivar o cultivo de hortas orgânicas: qualidade de vida melhorou (Foto: Divulgação)O programa Trilhas da Educação, exibido pela Rádio MEC, traz nesta semana a história de Elaine Cristina Benteo, professora da Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre Nelson Ângelo Rech, em Marilena, interior do Paraná. Junto aos estudantes e à comunidade local, ela desenvolveu um projeto que tem contribuído bastante para a redução da obesidade entre crianças e adultos.

O projeto partiu de uma constatação da professora, durante a aula de matemática sobre grandezas e medidas, de que a maioria dos alunos estava muito acima do peso e mantinha um vida sedentária. “Para que compreendessem os cálculos de massa, fizemos a pesagem de todos eles e os resultados na balança me assustaram”, conta.

Para tirar qualquer dúvida a respeito dessa descoberta, Elaine pediu a uma equipe de pesquisadores que fizesse uma análise detalhada da turma. O trabalho comprovou que que mais da metade se encontrava na faixa da obesidade. O passo seguinte foi marcar uma reunião com pais, funcionários da escola, agricultores familiares e agentes de saúde, a fim de buscar uma solução para o problema.

Mudanças – Segundo Elaine, houve grande mobilização em torno da transformação de hábitos alimentares. Os agricultores ajudaram no plantio de hortas orgânicas e as crianças tiveram aulas sobre a origem dos alimentos e a importância dos nutrientes para a saúde. Paralelamente, passaram a contar com mais atividades esportivas no ambiente escolar. 

Outra medida importante foi adotada em casa, com o compromisso dos pais de substituir os produtos industrializados por opções saudáveis. Boa parte das crianças estava acostumada a salgadinhos, biscoitos, sucos industrializados e refrigerantes. A essa rotina, somavam-se dois agravantes: o hábito de passar muito tempo na frente da televisão ou do computador e a pouca frequência de exercícios físicos.

Uérida Scotta, mãe do aluno Rafael, de nove anos, mudou o cardápio de toda a família. O filho perdeu peso e deixou de ser sedentário. “Eu e meu marido também aprendemos muita coisa por causa desse trabalho da professora Elaine”, relata. “Antes, a gente comia muita massa e tomava refrigerantes. Agora, é só no final de semana e olhe lá. Nosso cardápio abriu lugar para mais verduras e legumes.”

Graças ao projeto, Elaine Benteo foi premiada na 9ª edição do Prêmio Professores do Brasil. O Prêmio Professores do Brasil é uma iniciativa do MEC, que, em parceria com instituições parceiras, como entidades sem fins lucrativos e empresas de iniciativa privada, busca reconhecer, divulgar e premiar a atuação de profissionais do magistério na melhoria do ensino. Este ano, a 10ª edição do Prêmio está com as inscrições abertas até o dia 25 de agosto.

Assessoria de Comunicação Social

Assunto(s): prêmio , comunidade , obesidade
X
Fim do conteúdo da página