Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Projeto concede auxílio para 180 estudantes estrangeiros

    São de 11 países da América Latina e de nove do continente africano os 180 novos estudantes estrangeiros selecionados para o Projeto Milton Santos de Acesso ao Ensino Superior (Promisaes). Os integrantes do projeto, matriculados em cursos de graduação em instituições federais de ensino superior, recebem do governo brasileiro um auxílio mensal no valor do salário mínimo (R$ 465,00) durante 12 meses.


    A maioria dos selecionados vem de países da África: 66 são da Guiné-Bissau, 56 de Cabo Verde e 11 de São Tomé e Príncipe. Da América Latina aparecem o Paraguai com nove estudantes, o Haiti (cinco) e a Bolívia (três).


    Entre as 33 instituições que tiveram alunos selecionados no Edital nº2/2009, do Promisaes, estão em destaque a Universidade de Brasília (UnB), com 20 alunos; as universidades federais do Ceará (UFCE), da Paraíba (UFPB) e do Rio de Janeiro (UFRJ), com 11 cada; as universidades federais de Mato Grosso (UFMT) e do Piauí (UFPI), com dez cada.


    O Projeto Milton Santos de Acesso ao Ensino Superior oferece assistência financeira a estudantes estrangeiros, matriculados em instituições federais, originários de países da África e da América Latina. Para concorrer ao auxílio, os alunos precisam estar no Programa de Estudante-Convênio de Graduação e cumprir diversos critérios, entre os quais o de ter rendimento e frequência escolar conforme as exigências das instituições de ensino superior onde estudam.


    No primeiro semestre, o Ministério da Educação selecionou 469 estudantes para receber o benefício do Promisaes, de janeiro a dezembro deste ano. Os 180 que ingressam agora no programa também têm direito ao recurso durante 12 meses. A Secretaria de Educação Superior (Sesu) publicou a relação dos estudantes, de que países eles vêm e em que instituições estudam.

    Ionice Lorenzoni

Fim do conteúdo da página