Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Professora adota meios digitais para ajudar aluno a ler melhor

    O trabalho com ferramentas tecnológicas permitiu o avanço dos estudantes da escola cearense na aprendizagem e na obtenção de novos conhecimentos (foto: kamilegirao.com)Professora de escola pública em Quixadá, Ceará, Maria de Nazaré Sousa Freire decidiu aproveitar o interesse dos alunos por novas tecnologias e transformá-las em elementos mediadores da relação entre professor, estudante e conteúdo. Ela tomou a iniciativa ao verificar que os alunos apresentavam déficit de aprendizagem em escrita, leitura e compreensão de textos.

    “Os recursos tecnológicos fazem parte do universo dos alunos. Então, procuramos transformá-los em ferramentas facilitadoras do processo de ensino e aprendizagem para motivar e levar o estudante a aprender a aprender”, destaca a professora.

    Surgia, assim, o projeto Plugado na Informação, Construindo Conhecimento, desenvolvido este ano com turmas do oitavo e do nono anos do ensino fundamental da Escola Municipal de Ensino Fundamental José Jucá. O trabalho, um dos vencedores da oitava edição do Prêmio Professores do Brasil, foi realizado em conjunto. Além de Nazaré, regente do laboratório de informática da escola, participaram as professoras Francinara Maira de Brito Lopes, Fabiana de Holanda Miranda, Patrícia Luzia Pinheiro Fernandes e Francisca Elizangela da Silva Pereira. “O projeto permitiu o avanço gradativo dos alunos na aprendizagem e na construção de novos saberes à medida que iam se envolvendo nas atividades, questionando sua realidade, expressando ideias, interagindo com os outros e tendo contato com a informação”, diz Nazaré.

    De acordo com a professora, o projeto incentivou os estudantes a fazer novas leituras e os ajudou a melhorar na produção de textos. Além disso, passaram a compreender melhor o que liam e o contexto em que vivem. “Eles também desenvolveram o senso crítico, adquiriram habilidade no uso dos recursos tecnológicos e de ferramentas digitais e estão mais responsáveis no uso das redes sociais”, assegura.

    Jornal — Durante a execução do projeto, os alunos participaram de atividades como leitura de obras literárias, apresentação de seminários, debates sobre temas culturais e oficinas sobre gênero textual, com destaque para o texto jornalístico. Também receberam orientações sobre a produção de um jornal escolar, entrevistaram pessoas da comunidade, produziram fotos e vídeos e criaram um site para a divulgação do jornal JJ News – A Nossa Voz.

    Para Nazaré, o Prêmio Professores do Brasil representa o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido em meio a uma série de dificuldades. “Mostra que, com determinação, superamos barreiras e que, na educação, o trabalho em equipe é imprescindível para êxito do processo de ensino-aprendizagem”, ressalta a educadora, que tem licenciatura plena em história e especialização em metodologia do ensino fundamental. Ela está no magistério há 28 anos.

    Fátima Schenini

    Saiba mais no Jornal do Professor

Fim do conteúdo da página