Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Instituições já podem fornecer dados ao Censo da Educação Superior

    Pesquisadores institucionais têm até 31 de janeiro para atualização de cadastro


    Começou nesta semana a coleta de dados do Censo de Educação Superior. As informações das instituições que oferecem cursos de graduação e cursos sequenciais de formação específica devem ser registradas por meio da plataforma eletrônica do Sistema Censup.

    O pesquisador institucional é o responsável por coletar e registrar informações da sua instituição no sistema, como número de alunos, de docentes, de matrículas e de vagas que não foram preenchidas, além de verificar inconsistências e apurar questionamentos. O profissional é o representante oficial da instituição de educação superior junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

    Para que o pesquisador possa acessar o Sistema Censup, é necessário que seus dados estejam cadastrados e atualizados. O prazo para atualização de cadastro do pesquisador institucional segue até 31 de janeiro.

    No cronograma do Censo Superior 2019, as atividades de análise das consistências foram divididas em três períodos:

    • verificação da consistência, por meio de conferência, ajustes, validação dos dados coletados e envio das justificativas de dados inconsistentes (de responsabilidade dos pesquisadores institucionais);
    • análise e respostas às justificativas de dados inconsistentes (de responsabilidade do Inep);
    • ajustes dos dados conforme as orientações do Inep (de responsabilidade dos pesquisadores institucionais).

    O calendário vale para todas as instituições federais, estaduais, municipais, privadas ou especiais que oferecem cursos de graduação e sequenciais de formação específica. A apresentação dos resultados finais ocorrerá em 25 de setembro de 2020.

    Confira o cronograma de coleta do Censo da Educação Superior 2019

    Censo da Educação Superior – Realizado anualmente pelo Inep, o Censo da Educação Superior é o instrumento de pesquisa mais completo do Brasil sobre as instituições de educação superior que ofertam cursos de graduação e sequencias de formação específica, além de seus alunos e docentes.

    O levantamento reúne informações sobre as instituições de educação superior, seus cursos de graduação presencial ou a distância, cursos sequenciais, vagas oferecidas, inscrições, matrículas, ingressantes, concluintes e informações sobre docentes nas diferentes formas de organização acadêmica e de categoria administrativa.

    Assessoria de Comunicação Social, com informações do Inep

  • Sistema do Inep já está aberto para coleta de dados do Censo de 2018

    Todas as Instituições de Educação Superior (IES) brasileiras, públicas e privadas, já podem declarar seus dados no Censo da Educação Superior 2018. O Sistema Censup foi disponibilizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao Mec, na segunda-feira, 14, e ficará aberto até 26 de abril. A coleta de dados é realizada diretamente no Sistema Censup.

    O preenchimento dos dados é de responsabilidade do Pesquisador Institucional (PI), representante oficial da IES junto ao Inep. É o PI que responde aos questionários eletrônicos do Sistema Censup, verifica e corrige possíveis inconsistências dos dados declarados, além de responder, no limite de suas atribuições, a questionamentos do Inep referentes ao Censo da Educação Superior.

    Capacitação – O Inep promoverá uma capacitação a distância para os (PIs) e Auxiliares Institucionais (AI). O objetivo é qualificá-los para assegurar a correta inserção dos dados. O treinamento é indispensável para os PIs que realizarão o preenchimento do Censo da Educação Superior pela primeira vez. As inscrições para a capacitação estão disponíveis apenas para as IES com o cadastro do PI atualizado.

    Censo da Educação Superior – Realizado anualmente pelo Inep, o Censo da Educação Superior reúne informações sobre aa IES, cursos, docentes e alunos. O preenchimento do Censo é pré-requisito para a expedição de atos regulatórios e para a participação das IES em programas do Ministério da Educação, como o Prouni, o Fies e as bolsas da Capes. Como forma de aprimorar a qualidade das análises realizadas, os dados trazem as informações de alunos e profissionais individualmente. Ou seja, permite que as políticas do setor e seus participantes sejam acompanhados de maneira minuciosa. O Censo subsidia ainda a Avaliação da Educação Superior, sendo insumo para o cálculo do Conceito Preliminar de Curso (CPC) e do Índice Geral de Cursos (IGC), Indicadores da Qualidade da Educação Superior divulgados pelo Inep.

    Assessoria de Comunicação Social

Fim do conteúdo da página