Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Diversidade: legislação é tema de fóruns
Início do conteúdo da página

  • Pacaraima (RR), 18/1/2018
    – Em visita a Pacaraima, em Roraima, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, acompanhou as ações desenvolvidas pelas Forças Armadas no âmbito da Operação Acolhida, que tem promovido a recepção e contribuído para a adaptação dos refugiados venezuelanos no Brasil. Na ocasião, o ministro conheceu as atividades desenvolvidas pela Força-Tarefa Logística Humanitária, na fronteira com a Venezuela.

    Em Pacaraima funciona um posto de triagem no qual os imigrantes recebem os primeiros atendimentos médicos em solo brasileiro, fazem testes de saúde, são vacinados contra febre amarela, sarampo e difteria e tiram documentos brasileiros, como o CPF. Após isso eles podem dar entrada no pedido de refúgio, procedimento feito também neste local. Posteriormente eles são encaminhados para abrigos. 

    De acordo com o ministro, as Forças Armadas, ao receber os imigrantes, sempre atuam na busca “do bem comum e da abertura a todas as nações, uma visão democrática e universal do mundo, que foi uma parte dos nossos objetivos nacionais permanentes”. Ricardo Vélez Rodríguez integrou a comitiva interministerial, também formada pelos ministros da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, da Cidadania, Osmar Terra, e da Controladoria Geral da União, Wagner de Campos Rosário.

    A cidade de Pacaraima fica na fronteira com a Venezuela, a 215 quilômetros da capital Boa Vista. O fluxo de imigrantes venezuelanos tornou-se intensivo desde 2015, em decorrência do agravamento de crises político-econômicas naquele país. Em paralelo a essa programação, representantes e técnicos dos ministérios se reunirão em Boa Vista, com secretários do governo estadual, para tratar de temas de interesse social e econômico do Estado de Roraima. A proposta do governo federal é utilizar os dados colhidos para construção de políticas públicas de acolhimento.

    Assessoria de Comunicação Social

Fim do conteúdo da página