Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Expansão da Rede Federal > Secretarias > SEB - Educação Básica > Parâmetros Curriculares Nacionais 1ª a 4ª Séries
Início do conteúdo da página

Curso de Especialização em Coordenação Pedagógica

O Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Coordenação Pedagógica, carga horária de 405 horas, é voltado para a formação continuada e pós-graduada de profissionais que atuam em equipes de gestão pedagógica em escolas públicas de educação básica. O currículo do curso é estruturado em torno do eixo Organização do Trabalho Pedagógico, que sintetiza a dupla abrangência da função de Coordenação Pedagógica numa instituição educacional: o âmbito da escola compreendida como local social de formação crítica e cidadã e o âmbito da sala de aula, espaço em que a prática educativa acontece de forma planejada e intencional.

Modo de implementação - o Curso é operado numa estrutura descentralizada, sob responsabilidade de Instituições Públicas de Ensino Superior (IPES) que integram os estados federados do país, sob a coordenação da SEB/MEC e em colaboração com a Secretaria de Educação a Distância (SEED) e do Fundo de Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Público-alvo - O curso destina-se aos Coordenadores Pedagógicos e\ou profissionais que exercem função equivalente e integram a equipe gestora da escola de educação básica.

Seleção dos candidatos - Cada sistema de ensino realiza a pré-seleção dos candidatos e cada universidade realiza o processo seletivo para o ingresso no Curso de Especialização em Coordenação Pedagógica. O processo seletivo inclui duas etapas: uma pré-inscrição feita pelos sistemas de ensino e, em seguida, uma seleção técnica feita pelas universidades responsáveis pelo curso. O atendimento priorizará os municípios e escolas com baixo ideb, e terá por base na seleção dos candidatos, os critérios mínimos de seleção:

Critérios mínimos de seleção:

Ser graduado em Pedagogia ou outra licenciatura plena.

Pertencer à rede pública municipal e/ou estadual de educação básica, incluindo a Educação de Jovens e Adultos, Educação Especial e Educação Profissional.

Ter disponibilidade para dedicar, no mínimo, 10 horas/semanais ao curso.

Ter disponibilidade para participar dos encontros presenciais nos locais previstos.

A avaliação e Certificação – A prática avaliativa a ser desenvolvida deverá evidenciar o caráter formativo e processual da avaliação. Os procedimentos específicos de avaliação, bem como os critérios e valores mínimos de aproveitamento e freqüência exigidos para aprovação, poderão ser estabelecidos conforme as normas acadêmicas de cada IPES, com a observação ao que já está definido na Resolução CNE/CES nº 1, de 08/06/ 2007, que estabelece normas para o funcionamento de cursos de pós-graduação lato sensu, em nível de especialização. A certificação obedecerá às normas da universidade sede do curso.
X
Fim do conteúdo da página