Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Ministro da Educação anuncia mudanças no sistema de avaliação a partir de 2019
Início do conteúdo da página
Novo Mais Educação

Prorrogado prazo para que escolas concluam avaliação dos estudantes

  • Quarta-feira, 18 de outubro de 2017, 19h27
  • Última atualização em Quarta-feira, 18 de outubro de 2017, 22h13


O Ministério da Educação prorrogou o prazo para que as escolas façam as avaliações dos estudantes inscritos no Novo Mais Educação e lancem os resultados no sistema de monitoramento do programa. O processo, que começou em 29 de setembro, iria até a próxima sexta-feira, 20. Agora, o período vai até 17 de novembro. No total, são cerca de 4 milhões de alunos participantes, em 38 mil escolas de todo o país.

De acordo com a coordenadora-geral de Ensino Fundamental do MEC, Aricélia Ribeiro do Nascimento, o monitoramento é essencial para o sucesso do Novo Mais Educação. “Essa avaliação é muito importante para que a gente possa repensar e ajustar o programa. Especialmente, para que os professores possam ter um parâmetro de onde os meninos e meninas estão na aprendizagem”, reforça. Ela lembra que também é uma oportunidade para que os professores possam avaliar o resultado de suas práticas pedagógicas em sala de aula. 

Essa é a segunda avaliação realizada pelo programa. A primeira ocorreu entre abril e julho deste ano. Nela, 35.965 escolas concluíram o cadastro na plataforma de monitoramento. O número representa 93% das escolas projetadas pelo MEC.

Os estudantes fizeram avaliações de língua portuguesa e matemática extraídas do próprio sistema. Coube a cada escola selecionar o teste mais adequado ao nível de desempenho de cada aluno, entre os três módulos oferecidos: um para alunos dos três primeiros anos do ensino fundamental, outro para estudantes do quarto ao sexto ano, e outro voltado para quem cursa do sétimo ao nono ano.

Programa – O Novo Mais Educação é uma estratégia do MEC que tem por objetivo melhorar a aprendizagem em língua portuguesa e matemática no ensino fundamental, por meio da ampliação da jornada escolar de crianças e adolescentes, priorizando alunos que tenham mais dificuldades de aprendizagem e escolas com baixos indicadores educacionais.

Assessoria de Comunicação Social

 

X
Fim do conteúdo da página