Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Prorrogado prazo de inscrições para o Prêmio Vale-Capes
Início do conteúdo da página
Diversidade

Cursos de Libras para professores

  • Terça-feira, 25 de janeiro de 2005, 13h25
  • Última atualização em Quarta-feira, 09 de maio de 2007, 09h37

A Secretaria de Educação Especial (Seesp/MEC) vai oferecer o curso Interiorizando Libras (Língua Brasileira de Sinais) a professores da rede pública do ensino básico do Ceará, Bahia, Maranhão, Rondônia, Amazonas e Santa Catarina. Serão quatro cursos diferentes, presenciais, com duração de 100 a 120 horas. O início está previsto para março, nas capitais daqueles estados. Os participantes serão indicados pelas secretarias estaduais de educação.

Serão dois cursos em cada estado, ministrados por professores da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (Feneis), do Rio de Janeiro, destinados a preparar instrutores surdos para dar aulas de Libras. O terceiro curso destina-se a professores sem problemas auditivos que utilizarão a Libras nas aulas. O quarto será de língua portuguesa para surdos.

Os dois últimos cursos serão ministrados por professores da Universidade de Brasília (UnB), em parceria com a Associação de Pais e Amigos de Pessoas com Deficiência Auditiva (Apada). Cada um terá de 20 a 25 alunos, que repassarão os conhecimentos a outros professores. Ainda este ano, a Seesp oferecerá cursos a professores de outros estados e a servidores do MEC.

História - A Libras, reconhecida oficialmente como meio legal de comunicação e expressão pelo governo brasileiro por meio da Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, teve as primeiras contribuições para se estabelecer como idioma no Império. Dom Pedro II criou o Instituto de Surdos-Mudos, hoje Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), com sede no Rio de Janeiro, ligado ao MEC. Língua materna dos surdos brasileiros, a Libras pode ser aprendida por pessoas interessadas em se comunicar com eles.

Consulta - A Casa Civil da Presidência da República está realizando consulta pública para receber contribuições ao projeto de decreto que regulamenta a Lei da Libras. Até 3 de abril, podem ser apresentadas sugestões ao texto. Os interessados devem enviá-las à Casa Civil, no Palácio do Planalto, Anexo III, Sala 212, CEP 70150-900, com a indicação Sugestões ao Decreto de Regulamentação da Lei no 10.436/02 - Libras. Podem, também, mandá-las para o endereço eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. O texto do projeto pode ser consultado na internet e na edição de 3 de dezembro de 2004 do Diário Oficial da União.

Susan Faria

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página