Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC recebe ministro da Educação de Bangladesh, Zakir Hossen
Início do conteúdo da página
Educação ambiental

Congresso fortalece educação ambiental

  • Terça-feira, 11 de abril de 2006, 08h44
  • Última atualização em Quinta-feira, 24 de maio de 2007, 08h58

A proposta de elaboração de uma legislação específica para as políticas de educação ambiental que envolva os ministérios do meio ambiente e da educação nos países ibero-americanos está entre as principais conclusões do 5º Congresso Ibero-Americano de Educação Ambiental, encerrado no dia 8 último em Joinville, Santa Catarina. Teve aprovação, também, o projeto que inclui com urgência a disciplina educação ambiental tanto no magistério quanto nas licenciaturas.

O congresso reuniu 60 conferencistas e mais de quatro mil participantes, que desenvolveram 80 atividades. A partir das conferências, oficinas, minicursos e grupos de trabalho, foram elaboradas cartas, declarações e moções que fortalecem a educação ambiental na América Latina, Europa e África.

Para a coordenadora-geral de educação ambiental do Ministério da Educação, Rachel Trajber, o congresso tem muitos resultados a apresentar. Além de promover a integração entre o Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global e a Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável, proporcionou o aprofundamento da temática com representantes de mais de 22 países.

Na plenária final, ficou decidido que a Argentina sediará, em dois anos, o próximo encontro. Foi também apresentada a proposta de realização do 2º Simpósio de Educação Ambiental dos Países Lusófonos na Galícia, Espanha.

Revisão — Os congressistas reafirmaram os princípios do Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global e declararam apoio ao processo internacional de revisão e difusão do documento. Além disso, sugeriram que o tratado inspire organismos internacionais e governos.

A plenária final apontou ainda a necessidade do fortalecimento de estruturas populares de comunicação socioambiental, como o canal Ea.Net, lançado durante o congresso, e o estímulo à troca de experiências em gestão do meio ambiente nos segmentos empresarial e governamental. O ensino a distância, não contemplado nas temáticas dos congressos, deve ser inserido nas próximas edições.

Confira mais informações sobre o evento. (Assessoria de Comunicação do MEC)

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página