Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Observação do cotidiano ajuda a compreender a matemática
Início do conteúdo da página
Educação de jovens e adultos

Instituições podem apresentar projetos de formação continuada

  • Sexta-feira, 26 de março de 2010, 16h02
  • Última atualização em Sexta-feira, 26 de março de 2010, 16h02
Professores que desejam se aperfeiçoar em educação de jovens e adultos (EJA) poderão participar de diversos cursos de formação continuada. O Ministério da Educação recebe, até o próximo dia 29, ou até 20 de abril, dependendo do caso, propostas de universidades públicas e institutos federais de educação, ciência e tecnologia para oferta de cursos na área. O início das aulas está previsto para o segundo semestre.

Está em vigor uma chamada pública para envio de propostas de formação continuada de professores da educação básica em cursos de aperfeiçoamento e extensão. Podem apresentar projetos institutos federais e universidades federais e estaduais que desenvolvem atividades de pesquisa, ensino e extensão nas áreas do conhecimento ou temáticas específicas da educação básica. A data limite para envio é segunda-feira, 29.

No mesmo dia, termina o prazo para apresentação de propostas de formação para a diversidade na modalidade de educação a distância, por meio da Universidade Aberta do Brasil (UAB). Os cursos podem ser de extensão, aperfeiçoamento ou especialização, em 16 áreas, entre elas, educação de jovens e adultos, formação de mediadores de leitura e elaboração de material didático para EJA.

Os projetos podem ser enviados por universidades federais e estaduais, institutos federais e centros federais de educação tecnológica – todos devem ser integrantes do sistema UAB.

Além destes, foram lançados outros dois editais para oferta de cursos de formação de professores na área de EJA. O recebimento de propostas vai até 20 de abril. Um deles se refere a cursos de especialização, que contemplam educação em prisões e no campo, por exemplo. Podem apresentar projetos instituições públicas de educação superior, instituições comunitárias e instituições que compõem a rede federal de educação profissional e tecnológica, que ofereçam educação superior.

O outro edital alia a educação de jovens e adultos à economia solidária, em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego. Os projetos – que podem ser enviados por instituições públicas de educação superior, inclusive institutos federais – são para produção de material didático e pedagógico, formação de educadores, coordenadores e gestores e publicação de experiências de educação de jovens e adultos com ênfase na economia solidária.

Assessoria de Comunicação Social

Veja os editais.

X
Fim do conteúdo da página