Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Nova página eletrônica oferece informações sobre o exame
Início do conteúdo da página
Dia do Estudante

Jovem cria projeto para doar bicicletas a alunos quilombolas

  • Quinta-feira, 11 de agosto de 2016, 21h12
  • Última atualização em Quarta-feira, 06 de dezembro de 2017, 15h03

Afeita às causas sociais, a estudante goianiense Carla Marinho Fernandes, 24 anos, imaginou que realizaria seus sonhos ao estudar medicina. Há dois anos, mudou-se para São Paulo com o propósito de fazer um curso preparatório para vestibular e, nesse período, criou um projeto que mudou seus planos e sua vida.

Carla teve a ideia de tentar arrecadar 120 bicicletas e doar para estudantes quilombolas da comunidade calunga, do interior de Goiás, para serem usadas como meio de transporte até a escola, por meio de um projeto intitulado De Bike para a Escola. O objetivo é facilitar o acesso de crianças e jovens calungas à escola e incentivá-los a terminar os estudos.

Ao longo do projeto, a jovem percebeu que trabalhar com essa temática requer um conhecimento mais aprofundado e decidiu mudar de curso. “Prestei vestibular para administração pública na Fundação Getúlio Vargas e deu certo. Tenho me apaixonado cada vez mais pela área social,” afirma.

A estudante destaca que o curso de administração pública fornece elementos para entender as especificidades do primeiro setor (Estado e governo) e do terceiro setor (associações e entidades sem fins lucrativos). Em sua visão, antes de se desenvolver qualquer atividade social, é preciso conhecer as pessoas e as demandas locais. “O trabalho é apenas uma questão de levantar essa voz, os desejos são delas. Não podemos impor coisa alguma, jamais”, ressalta.

Carla também acredita que os jovens precisam se engajar na área social e transmitir conhecimento para outras pessoas. “Precisamos de lideranças jovens e de estudantes que queiram e tenham vontade de contribuir para melhorar nossa sociedade”, defende. “Tem muita gente engajada e que quer ajudar. Cada vez mais acredito nesse elo da sociedade, para, juntos, transformarmos o Brasil”.

Na opinião de Carla, os professores da educação básica nos quilombos precisam ter mais acesso à formação continuada, para desenvolver práticas de ensino que permitam maior envolvimento das crianças em questões referentes à sua própria cultura e à sustentabilidade. “A cultura quilombola é belíssima e precisa de muita valorização. As crianças precisam ter consciência e orgulho do que elas são; o lugar é extraordinário”, descreve a estudante.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, também compartilha dessa visão e defende que haja um importante movimento de adequação das políticas públicas educacionais. Para ele, um professor bem capacitado se traduz na melhoria da qualidade da educação dentro da sala de aula. “Queremos ampliar e melhorar a qualidade e os recursos repassados para estados e municípios. O acesso à educação transforma a realidade e faz com que o Brasil possa ter qualidade de vida adequada para seu povo”, destaca.

Entrega – Segundo Carla, a previsão de entrega das bicicletas do projeto De Bike para a Escola é em outubro. O quilombo dos calungas, o maior do mundo, é localizado na cidade de Cavalcante, no nordeste de Goiás. “Meu sonho é que esses jovens tenham acesso a melhor educação e possam fazer um curso superior. É muito triste quando vemos essas crianças terminando a escola sem alguma oportunidade”, diz.

Celebração – Neste 11 de agosto, comemora-se o Dia do Estudante. A data ficou marcada no Brasil desde que Dom Pedro I, então imperador, autorizou a criação das primeiras faculdades do país, em 11 de agosto de 1827.

Mais informações sobre o projeto De Bike para a Escola estão disponíveis na página eletrônica.

Assessoria de Comunicação Social

 

X
Fim do conteúdo da página