Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Iniciativas de jovens brasileiros são o tema do Salto para o Futuro
Início do conteúdo da página
PNEEI

Belém recebe audiência pública sobre plano inédito para Educação Indígena

  • Quinta-feira, 12 de setembro de 2019, 09h46
  • Última atualização em Quinta-feira, 12 de setembro de 2019, 15h19

Luciano Marques, do Portal MEC

A capital paraense, Belém, recebe em 18 de setembro a quinta audiência pública promovida pelo Ministério da Educação (MEC) para debater a proposta do 1º Plano Nacional de Educação Escolar Indígena (PNEEI). Inédita, a proposta pretende garantir uma educação igualitária e de qualidade a todas as comunidades indígenas do país.

As audiências têm como eixos de debate:

  • regulamentação e gestão da oferta da educação indígena;
  • práticas pedagógicas e material didático;
  • valorização e formação de professores indígenas;
  • infraestrutura escolar;
  • sistema de avaliação;
  • oferta de ensino superior.

Os interessados em participar deverão realizar a pré-inscrição até segunda-feira, 16 de setembro, pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., apresentando os seguintes dados: nome, RG, instituição/cargo, povo indígena, município e estado. Esta edição ocorrerá no Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT) da Universidade do Estado do Pará (UEPA), na Rua do Una nº 156, das 9h às 16h. O credenciamento tem início às 8h.

Neste ano, Manaus (AM), Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Salvador (BA) também receberam audiências para tratar do plano. Estão previstas outras em Campo Grande (MS) e Chapecó (SC).

Os encontros fazem parte do processo de construção de estratégias para a implementação das deliberações da II Conferência Nacional de Educação Escolar Indígena (CONEEI), realizada no ano passado. Cerca de 30 mil participantes, sistemas de ensino, universidades e institutos federais e indígenas definiram, naquela ocasião, 25 propostas prioritárias para a Educação Escolar Indígena.

X
Fim do conteúdo da página