Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Educação infantil

Trabalho sobre cidadania une professoras, alunos e famílias

  • Quarta-feira, 26 de junho de 2013, 12h50
  • Última atualização em Quarta-feira, 26 de junho de 2013, 12h52
Projeto sobre meio ambiente iniciado em sala de aula estimulou os alunos a refletir sobre melhorias na comunidade em que vivem (foto: arquivo da ETI Professora Ana Lúcia Batista)Projeto desenvolvido por quatro professoras de educação infantil da Escola de Tempo Integral Professora Ana Lúcia de Oliveira Batista, em Campo Grande, acabou por envolver até as famílias dos estudantes. O projeto Minha Cidade – O Ambiente em que Vivo, sobre o processo histórico da capital de Mato Grosso do Sul, foi criado com o objetivo de estimular os alunos a refletir, participar e intervir na melhoria do bairro Paulo Coelho Machado, onde moram.

 

“Pensamos em trabalhar o processo histórico, que faz parte do currículo, com mudança de comportamento e de pensamento do aluno, numa perspectiva de mudança do meio ambiente”, explica a professora Cristiane Portela Pereira. Ela é uma das criadoras do projeto, com Eva Adriana Gomes, Luciana Paulino e Silvana Júbrica. O trabalho coletivo foi um dos vencedores da sexta edição do prêmio Professores do Brasil.

 

Segundo Cristiane, a ideia era incentivar os estudantes a conhecer melhor o bairro e a pensar sobre as mudanças necessárias para torná-lo melhor. “Fazer o aluno realmente ser cidadão”, ressalta. Desenvolvido de julho a outubro de 2012, com 100 alunos de quatro turmas de pré-escola, na faixa etária de quatro a seis anos, o projeto fez surgir diversas situações de aprendizagem. Assim, além das atividades realizadas na sala de aula, os estudantes também participaram de visitas pedagógicas, como ao Museu das Culturas Dom Bosco. Durante a realização da mostra cultural da escola, os alunos tiveram oportunidade de explicar o processo histórico de Campo Grande aos visitantes e de apresentar maquetes sobre o assunto.

 

“O que me fez acreditar no sucesso do trabalho foram os comentários dos familiares em relação aos conhecimentos construídos durante o processo de estudos dos alunos”, destaca Cristiane.

 

Livro — A realização do projeto levou Cristiane a escrever um livro, A Cidade que Nasceu, com linguagem dirigida a crianças, sobre o processo histórico de Campo Grande. As ilustrações da obra foram feitas pelos alunos. “Eles recebiam páginas do livro e criavam as ilustrações conforme o tema trabalhado”, explica a professora. “Ao fim do processo, montamos o livro, e cada aluno levou para casa o seu exemplar.” Agora, ele pretende publicar a obra.

 

Todos os projetos de educação infantil da escola são elaborados em conjunto e discutidos em encontros semanais das professoras com a coordenadora pedagógica. “O que é combinado coletivamente é executado em sala de aula”, salienta Cristiane.

 

Este ano, além de dar continuidade ao projeto Minha Cidade, as professoras vão desenvolver outros. O Pequeno Cientista (experiências), Projeto Matematicando (aprendendo com jogos) e Viajando ao Mundo da Literatura Infantil são alguns deles.

 

Graduada em pedagogia, com pós-graduação em gestão escolar e em coordenação pedagógica, Cristiane está há oito anos no magistério.

 

 

Fátima Schenini

 

Saiba mais no Jornal do Professor, sobre o Prêmio Professores do Brasil e sobre a ETI Professora Ana Lúcia Batista

 


X
Fim do conteúdo da página