Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Enem terá aplicação digital em fase piloto em 2020 e deixará de ter versão em papel em 2026
Início do conteúdo da página
Educação profissional e tecnológica

Rede federal pode apresentar projetos para núcleo de pesca e aquicultura

  • Quinta-feira, 30 de abril de 2009, 12h28
  • Última atualização em Quinta-feira, 30 de abril de 2009, 12h36

A Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação encaminhou ofício à rede federal para que sejam apresentados projetos no âmbito dos núcleos de pesquisa aplicada na área de pesca e aquicultura. A ação objetiva o apoio orçamentário-financeiro aos núcleos por meio de seleção de projetos que promovam o desenvolvimento de suas atividades.


Os projetos a serem propostos pelas instituições deverão contemplar temas como produção de conhecimento tecnológico, geração de soluções inovadoras e desenvolvimento de produtos ou processos que possibilitem a ampliação ou melhoramento dos meios de exploração dos recursos pesqueiros/aquícolas.


Em 2006, o MEC e a Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca da Presidência da República firmaram acordo para desenvolver projeto de cooperação mútua. O projeto visa constituir e implementar uma política para formação humana na área da pesca marítima, continental e aquicultura familiar. Um dos compromissos assumidos foi o estímulo à criação de núcleos de pesquisas regionais, no âmbito da rede de educação profissional científica e tecnológica. Os núcleos devem também atuar no contínuo aperfeiçoamento das atividades de pesca artesanal e aquicultura familiar.


Entre 2007 e 2008, foram criados 16 núcleos de pesquisa aplicada beneficiando o Amazonas, Amapá, Bahia, Sergipe, Pernambuco, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Maranhão, Piauí, Mato Grosso, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. No plano de ação 2009, está prevista a criação de mais cinco núcleos: Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e Tocantins.


Encontro – De 4 a 6 de maio, está previsto o 2º Encontro de Pesquisa Aplicada em Pesca e Aquicultura na região Sudeste. Haverá cursos de processamento de pescado, palestras e mesa-redonda sobre o tema. No dia 6 haverá oficina de artesanato com pescado.

Ana Júlia Silva de Souza

X
Fim do conteúdo da página