Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC se solidariza com familiares e amigos de jovem do Paraná
Início do conteúdo da página
Educação profissional

Instituto federal de Rondônia ganhará quatro campi até o próximo ano

  • Terça-feira, 01 de setembro de 2009, 12h38
  • Última atualização em Quarta-feira, 02 de setembro de 2009, 17h15
Porto Velho — A Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica completa cem anos de história no dia 23 próximo. Até agora, Rondônia contava com apenas uma escola técnica, em Colorado do Oeste, fundada em 1993. Mas a história começa a mudar.

Em fase de ampliação, o campus de Ji-Paraná vai oferecer, em 2010, cursos de licenciatura em química (Foto: Divulgação Setec)No estado, estão em obras outros quatro campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia. Até 2010, Ji-Paraná, Vilhena, Ariquemes e Porto Velho passarão a oferecer gratuitamente cursos técnicos de nível médio e cursos superiores de tecnologia, de licenciaura e de pós-graduação. O investimento supera os R$ 20 milhões.

Quando as unidades de ensino estiverem em pleno funcionamento, cerca de dez mil vagas terão sido geradas. Além dos campi, outros dois municípios serão beneficiados com núcleos avançados do instituto, em Guajará-Mirim e Cacoal. “É uma revolução no estado em um curto espaço de tempo. O que era um sonho já é realidade em Rondônia”, afirmou o reitor do instituto, Raimundo Jimenez, na abertura do seminário Desafios e Perspectivas da Educação Profissional. O encontro reuniu, em Porto Velho, gestores, alunos e professores das áreas estadual, municipal e federal.

O secretário de educação profissional e tecnológica do Ministério da Educação, Eliezer Pacheco, destacou os números da maior expansão da rede, com a implantação de 214 escolas e investimentos de R$ 1,1 bilhão. “Todas as unidades da Federação estão recebendo unidades. Os cursos estão sintonizados com as realidades locais”, disse. “Isso gera índices altos de empregabilidade e desenvolvimento nas regiões.”

Com conclusão das obras prevista para fevereiro de 2010, a unidade de Vilhena vai oferecer cursos técnicos em edificações, eletromecânica, informática e licenciatura em matemática  (Foto: Divulgação Setec)O governo federal também financia as redes estaduais por meio do programa Brasil Profissionalizado. Rondônia vai receber R$ 39 milhões para investir em 14 escolas técnicas estaduais.

As unidades

Colorado do Oeste — A escola oferece, a 622 estudantes, cursos técnicos em agropecuária e agroindústria e superiores de tecnologia em gestão ambiental e laticínios. No próximo ano, ofertará os de aquicultura e licenciatura em biologia.

Ji-Paraná — A escola está em fase de reforma e ampliação, mas oferece cursos a 280 alunos nas áreas de florestas, informática e móveis. Em 2010, vai oferecer licenciatura em química.

Vilhena — Previsão de conclusão das obras para fevereiro de 2010. Vai oferecer cursos técnicos em edificações, eletromecânica, informática e licenciatura em matemática.

Ariquemes — Previsão de conclusão das obras para o primeiro semestre de 2010. Vai oferecer cursos técnicos em agropecuária, aquicultura e informática.

Porto Velho — Previsão de conclusão das obras para julho de 2010. Vai oferecer cursos técnicos em alimentos, edificações, eletrotécnica, informática e mecânica, além de licenciatura em física.

Felipe De Angelis
Assunto(s): Setec
X
Fim do conteúdo da página