Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > A trajetória da mulher na educação brasileira
Início do conteúdo da página
Educação profissional e tecnológica

Curso de gestão pública dá a dirigentes “missão histórica”

  • Quinta-feira, 19 de novembro de 2009, 20h29
  • Última atualização em Quinta-feira, 19 de novembro de 2009, 20h34
Dirigentes de 100 institutos federais são agora gestores públicosDirigentes de 100 escolas de educação profissional, agora, são gestores públicos. A cerimônia de formatura dos diretores no Programa de Aperfeiçoamento dos Dirigentes das Instituições Federais ocorreu nesta quinta-feira, 19, em Brasília.

“Todos vocês têm uma missão histórica pela frente: a reconfiguração da rede federal de educação profissional e tecnológica”, disse o ministro da Educação, Fernando Haddad. Para ele, o conhecimento que os diretores adquiriram no curso de formação servirá para fortalecer o movimento a favor da melhoria da qualidade da educação.

O curso teve início em dezembro de 2008 e é resultado de uma parceria entre o Ministério da Educação e a Escola Nacional de Administração Pública (Enap). O programa aborda temas como planejamento e gestão estratégica, análise de cenários e de indicadores e plano de desenvolvimento institucional. Em sua forma atual, tem duração de 317 horas, cumpridas em regime presencial, ao longo de aproximadamente seis meses.

“Quando se investe na qualificação dos profissionais da educação, se investe na própria população, na medida em que um dos fatores que mais influenciam na qualidade da educação é a gestão”, afirmou o secretário de educação profissional e tecnológica do MEC, Eliezer Pacheco. Para 2010, estão previstas mais duas turmas, além de um programa específico para os reitores dos institutos.

Na solenidade de formatura, foi firmado termo de compromisso entre a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná, que será responsável pela carga horária complementar exigida para a formação ser reconhecida como pós-graduação lato sensu (especialização).

Assessoria de Comunicação Social
X
Fim do conteúdo da página