Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Enem: participantes devem se cadastrar no portal gov.br
Início do conteúdo da página
Educação profissional

Cursos de tecnologia registram aumento de oferta e procura

  • Sexta-feira, 27 de novembro de 2009, 17h46
  • Última atualização em Segunda-feira, 30 de novembro de 2009, 09h06
O número de estudantes matriculados em cursos superiores de tecnologia não para de crescer. Dados do Censo da Educação Superior, divulgados nesta sexta-feira, 27, demonstram um aumento de 18,7% no número de matrículas, que passou de 347 mil em 2007 para 421 mil em 2008. “Estamos diante de uma espiral evolutiva do número de matrículas nessa área, que é mais voltada para o mercado de trabalho”, afirmou Eliezer Pacheco, secretário de educação profissional e tecnológica do Ministério da Educação. De 2002 para cá, o número de matrículas de tecnólogos saltou de 81,3 mil para 421 mil.

O aumento da procura e da oferta de cursos superiores de tecnologia revela, de acordo com o secretário, uma ruptura de padrões. Ao contrário de muitos países desenvolvidos, o Brasil tem menos cursos superiores de tecnologia e mais bacharelados. “O mercado já não absorve os bacharéis e sente falta de um perfil mais técnico em seus profissionais”, argumentou Pacheco. Outro diferencial dos cursos tecnológicos é que eles são mais focados em determinada área e, por isso, costumam ter menor duração.

A maior parte do crescimento do número de matrículas de cursos tecnológicos se deu no setor privado, que responde por 83,3% da oferta. Entretanto, os cursos oferecidos por instituições públicas de ensino também registraram crescimento. “Com a consolidação dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia, que reservam 30% das suas vagas para estes cursos, mais o investimento nas redes estaduais via Brasil Profissionalizado, acreditamos que esse crescimento vá ser muito superior nos próximos anos”, salientou Eliezer Pacheco. São investimentos de R$ 2,4 bilhões que estão sendo feitos pelo Governo Federal para a expansão da educação profissional, nos níveis federal, estaduais e municipais.

Assessoria de imprensa da Setec
X
Fim do conteúdo da página