Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Ações, programas e projetos
Início do conteúdo da página
Institutos federais

Ceará recebe cinco escolas de educação profissional

  • Segunda-feira, 01 de fevereiro de 2010, 12h51
  • Última atualização em Segunda-feira, 01 de fevereiro de 2010, 12h51
Nesta segunda feira, 1º de fevereiro, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, inaugura, de forma simultânea, 78 unidades federais de educação profissional. Todas as regiões do país serão contempladas. Com as 63 escolas entregues desde o início do governo Lula, ocorre a duplicação do número de unidades da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Até 2002, a rede contava com 140 escolas. A cerimônia será realizada no Brasília Alvorada Hotel, em Brasília, de onde será transmitida para todo o país pelas emissoras TVMEC e NBR, a partir das 17h.

As novas escolas resultam da política de expansão da rede federal, implantada em 2005. Outras 99 estão em obras e devem ficar prontas até o fim do ano. O número total de escolas de educação profissional chegará, então, a 380, com mais de 500 mil vagas. Os investimentos ultrapassam a casa de R$ 1,1 bilhão.

Ceará — Cinco escolas federais de educação profissional serão inauguradas nesta segunda-feira em municípios cearenses. Ligadas ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, começarão a funcionar no próximo semestre letivo nos municípios de Aracati, Baturité, Jaguaribe, Tauá e Tianguá.

Antes da política de expansão da rede federal, o Ceará tinha cinco escolas técnicas, em Juazeiro do Norte, Cedro, Crato, Iguatu e Fortaleza. Outras quatro foram construídas, em Maracanaú, Quixadá, Sobral e Limoeiro do Norte. Nas quatro unidades construídas, os recursos investidos foram, em média, de R$ 20 milhões.

Até o fim da expansão, o instituto federal do Ceará contará com 17 campi no estado. Outras três unidades, em obras, devem ficar prontas até o fim do ano, em Acaraú, Canindé e Crateús. Em cada nova unidade são investidos cerca de R$ 5 milhões, o que totaliza a aplicação de R$ 35 milhões no estado.

Assessoria de Comunicação Social
X
Fim do conteúdo da página