Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Mais de 50 mil participantes farão o Enem com recursos de acessibilidade
Início do conteúdo da página
Educação profissional

Funcionará este ano o primeiro campus bilíngue português-libras

  • Terça-feira, 08 de maio de 2012, 13h07
  • Última atualização em Terça-feira, 08 de maio de 2012, 13h09
O campus Palhoça-Bilíngue do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina será a primeira unidade bilíngue (libras-português) da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. O término das obras está previsto para o segundo semestre de 2012. Quando estiver em pleno funcionamento, serão atendidos 1,2 mil alunos, presenciais e a distância.

Atualmente são atendidos cerca de 130 alunos, em sede provisória na Faculdade Municipal de Palhoça, em Santa Catarina. Esses estudantes, entre surdos e não surdos, fazem o curso técnico de materiais didáticos bilíngue libras-português, inédito no país. Alguns fazem cursos de qualificação.

 

O diretor-geral da unidade, Vilmar Silva, explica que o campus terá dois focos: “Ofertar ensino para o público surdo e capacitar as pessoas para trabalhar com o público surdo.”

 

A unidade provisória existe desde 2010, quando foi montada a estrutura administrativa, e a primeira turma começou a ter aulas em 2011. Com duração de um ano, o curso visa formar profissionais capacitados em produção de materiais didáticos destinados a pessoas usuárias da língua brasileira de sinais (libras).

 

“Estes recursos podem apoiar o processo de ensino-aprendizagem em vários níveis escolares, especialmente na educação infantil, onde a aquisição da língua de sinais é primordial”, afirma Vilmar Silva.

 

Outras unidades da rede federal promovem o atendimento a alunos surdos por meio de professores intérpretes, como é o caso da campus Jataí do Instituto Federal de Goiás, mas não havia uma unidade de ensino profissional e tecnológico totalmente bilíngue português-libras.

 

Fórum - Durante o 2° Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, o ensino profissional voltado para surdos será tema da mesa Movimentos sociais surdos e formação profissional e tecnológica bilíngue, cujo objetivo será analisar a formação profissional e tecnológica bilíngue libras-português em andamento no Brasil e no mundo. Participarão representantes de movimentos sociais dos surdos e das instituições de ensino.

 

Atualmente, é direito do aluno surdo ter acesso aos conteúdos curriculares por meio da utilização da língua brasileira de sinais ou por intermediação de professores intérpretes. Há dez anos, o Brasil reconheceu a libras como meio legal de comunicação e expressão. A data foi comemorada no último 24 de abril, quando foi sancionada a legislação que permitiu o reconhecimento.


Assessoria de Comunicação Social, com informações do Instituto Federal de Santa Catarina

 

 

X
Fim do conteúdo da página