Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Ministro inaugura obras de adequação e acessibilidade em campus do IFPE de Belo Jardim (PE)
Início do conteúdo da página
Ciência sem Fronteiras

Lançados portais para divulgação de vagas de estágios e empregos

  • Quarta-feira, 17 de abril de 2013, 19h06
  • Última atualização em Quarta-feira, 17 de abril de 2013, 19h06
O ministro Aloizio Mercadante apresenta o novo Portal de Estágios & Empregos, no auditório do CNPq (Foto: Letícia Verdi/MEC) O Portal de Estágios & Empregos em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, desenvolvido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), foi lançado nesta quarta-feira, 17. Na página serão listadas vagas de estágios e empregos para bolsistas em todas as modalidades do programa Ciência Sem Fronteiras, em empresas parceiras. O portal foi criado por iniciativa dos ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o portal é um espaço para empresas se cadastrarem e oferecerem vagas. Contém uma área especifica para videoconferências, em que as empresas podem entrevistar os candidatos selecionados. “Queremos dar a oportunidade e estimular as empresas a investir em pesquisa e desenvolvimento e contratar talentos que são os melhores estudantes que nós temos”, salientou o ministro.

Durante a cerimônia, também foi lançada uma área exclusiva no portal do Ciência Sem Fronteiras, em que haverá informações como o número de bolsas ofertadas até o momento, os estados e universidades para os quais os alunos bolsistas foram, entre outras. Nessa área, todos os dados do programa estarão disponíveis.

“Dá total transparência e ajuda as pessoas a acompanhar, avaliar e debater o programa”, pontuou Mercadante. Segundo ele, na próxima semana será lançado o terceiro edital do Ciência Sem Fronteiras. “Estamos chegando a um patamar de 40 mil bolsistas. A demanda pelo Ciência Sem Fronteiras é fortíssima”, completou.

Parceria – Também foi anunciada uma nova parceria entre Brasil e França, que permitirá a participação de estudantes brasileiros em cursos de doutorado pleno naquele país, pelo período de até 36 meses, em laboratórios e empresas, segundo a regulamentação francesa. As bolsas serão destinadas a candidatos de nacionalidade brasileira, com desempenho e potencial acadêmicos comprovados. Os candidatos devem ter diploma de mestrado obtido há menos de três anos da data de submissão da proposta, nas áreas de pesquisa definidas pelo programa.

Paula Filizola

Acesse o Portal de Estágios & Empregos em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

Acesse o Portal de Acompanhamento do Ciência sem Fronteiras
X
Fim do conteúdo da página