Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Conheça as cinco competências cobradas na redação do Enem
Início do conteúdo da página
Encontro internacional

Ministro assina acordos de cooperação com Alemanha

  • Quinta-feira, 20 de agosto de 2015, 18h36
  • Última atualização em Sexta-feira, 21 de agosto de 2015, 18h52

Os ministros Janine Ribeiro e Georg Schütte assinam acordos na área da educação (Foto: João Neto/MEC)

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, reuniu-se nesta quinta-feira, 20, com o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, e com o vice-ministro da Educação e Pesquisa, Georg Schütte, para discutir a cooperação entre os dois países.  Foram assinados instrumentos nas áreas de educação, ciência, tecnologia e inovação e relativos ao fomento do alemão como língua estrangeira no Brasil, um reflexo da política de multilinguismo, em construção pelo Ministério da Educação.

Sobre o ensino da língua alemã, o ministro assinalou que mais de 80 mil alunos brasileiros estudam alemão como língua estrangeira. “Entre os vários acordos, vamos apoiar o fomento ao ensino de alemão nas escolas brasileiras, oferecendo formação de professores”, disse. “Também firmamos um acordo pelo qual o ensino de alemão a distância será proporcionado a universitários brasileiros, por meio do programa Idiomas sem Fronteiras.”

As representações dos dois países também assinaram declaração conjunta sobre a cooperação em educação, ciência, tecnologia e inovação, ratificando o entendimento de que a cooperação nessas áreas e em matéria de formação acadêmica e profissional deve promover o avanço do desenvolvimento tecnológico e o progresso da ciência em ambos os países. De acordo com Janine, a Alemanha detém um sistema sólido de educação profissional. “A educação profissional é um dos pontos fortes da Alemanha”, afirmou. “Mais da metade dos jovens de 15 a 17 anos estão fazendo ensino profissional e técnico; no Brasil, esse número é de cerca de 10%.”

Lembrando os bons resultados do Brasil na WorldSkills, a maior competição de educação tecnológica do mundo, em que o país foi líder no número de medalhas este ano, o ministro destacou a criação de espaços de discussão sobre educação profissional entre Brasil e Alemanha. “Estamos no bom caminho, mas queremos conhecer melhor o sistema alemão, que tem vários pontos que podem ser úteis para aprimorar o nosso”, concluiu.

Os encontros fazem parte da agenda da visita da chanceler alemã, Angela Merkel, ao Brasil, por ocasião da inauguração do Mecanismo de Consultas de Alto Nível no âmbito da Parceria Estratégica Brasil-Alemanha.

Assessoria de Comunicação Social

Matéria republicada com alteração de informações

X
Fim do conteúdo da página