Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Secretaria atua para garantir ensino a estudantes vulneráveis
Início do conteúdo da página
Educação profissional

Ex-aluna do Pronatec procura oportunidades com novos cursos

  • Quinta-feira, 29 de outubro de 2015, 10h05
  • Última atualização em Quinta-feira, 29 de outubro de 2015, 10h05

A fotógrafa Miriam Batista Rocha pesquisava na internet a oferta de cursos profissionalizantes na cidade mineira de Contagem, onde mora. Ao verificar aqueles oferecidos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), ela se interessou pelo de organização de eventos — como fotógrafa, Miriam trabalhava em festas de aniversário e de casamento, entre outras. “Como era um curso de formação inicial e continuada do Pronatec [Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego], gratuito e com ajuda de custo para transporte e lanche, eu me apressei em fazer a inscrição”, diz.

Durante três meses, ela aprendeu regras de cerimonial, arrumação e decoração de espaços, elaboração de planos e cronogramas de evento, administração de recursos materiais e financeiros, gestão de pessoas e até marketing. “No decorrer do curso, o interesse foi crescendo, e meu objetivo passou a ser unir a fotografia, área em que já trabalhava, com a organização de eventos, com foco em casamentos e aniversários”, afirma.

Antes mesmo do fim do curso, Miriam iniciou o projeto de seu primeiro evento, o casamento de um amigo. Com o diploma, surgiram novas oportunidades de colocar em prática os conhecimentos adquiridos, como o aniversário da filha de uma amiga e o cerimonial da própria festa de formatura.

A renda de Miriam não chegou a dobrar depois do diploma, mas ela admite que o orçamento aumentou. Interessada em oferecer mais serviços à clientela e em aumentar o faturamento, ela pretende fazer mais um curso do Pronatec. ”Quero aprender maquiagem, a fim de preparar as noivas e modelos que vêm tirar fotografias para books”, destaca. “Assim que o Pronatec passar a oferecer o curso, vou fazer a inscrição.”

Programa — O Pronatec foi criado pelo governo federal em 2011 para expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica no país. O programa busca ampliar as oportunidades educacionais e de formação profissional qualificada a jovens, trabalhadores e beneficiários de programas de transferência de renda. De 2011 a 2014, foram registrados mais de oito milhões de matrículas, entre cursos técnicos e de formação inicial e continuada.

Financiados pelo governo federal, os cursos são ofertados de forma gratuita por instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e das redes estaduais, distrital e municipais de educação profissional e tecnológica. Também são ofertantes as instituições do Sistema S, como o Senai, Senat, Senac e Senar. Em 2013, instituições particulares habilitadas pelo Ministério da Educação passaram a ofertar cursos do Pronatec, apresentados em duas modalidades: técnico, para quem concluiu ou está seguindo o ensino médio, com duração mínima de um ano, e de formação inicial e continuada ou qualificação profissional, para trabalhadores, estudantes de ensino médio e beneficiários de programas federais de transferência de renda, com duração mínima de dois meses.

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página