Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Planos vencedores focam na valorização das comunidades
Início do conteúdo da página
Educação profissional e tecnológica

Lula e Haddad inauguram escola em Minas

  • Quinta-feira, 16 de agosto de 2007, 11h37
  • Última atualização em Sexta-feira, 17 de agosto de 2007, 15h39

Congonhas (MG) — A população do município mineiro de Congonhas ganhou nesta quinta-feira, 16, uma unidade de ensino profissionalizante capacitada para oferecer cursos em diversas áreas, dentre elas, as de mecânica e produção industrial. A Unidade de Ensino Descentralizada (Uned), ligada ao Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) de Ouro Preto, foi inaugurada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e pelo ministro da Educação, Fernando Haddad.

De acordo com Haddad, de 1909, quando foi construída a primeira escola técnica no Brasil, até o início do século 21, o país construiu 140 escolas técnicas e agrotécnicas. “Mas, neste governo, vamos dar um salto e entregar, até 2010, outras 214 escolas técnicas, o que vai projetar a educação profissional no Brasil”, disse o ministro.

Na unidade de Congonhas, o governo federal investiu R$ 2,4 milhões. Hoje, a Uned tem 340 alunos matriculados em três cursos noturnos — edificações, mecânica e produção industrial. As aulas dessas turmas começam na segunda-feira, dia 20. A partir de setembro, em parceria com as empresas da região, começam as aulas de metalurgia. A partir de 2008, a unidade terá capacidade para atender cerca de mil alunos.

Qualificação — Na inauguração da escola, Lula disse que a profissão é a independência do homem e da mulher e que o Brasil precisa de mão-de-obra qualificada para crescer. “Em apenas seis meses, mais de 1,2 milhão de pessoas conseguiram trabalho com carteira assinada. Ainda há vagas, mas falta gente preparada”, explicou.

Localizada a 89 quilômetros de Belo Horizonte, no Alto do Paraopeba, Congonhas é conhecida pelo valor histórico e por abrigar parte do acervo barroco de mestre Aleijadinho. A região concentra grandes empresas mineradoras e metalúrgicas responsáveis pela geração de riquezas, empregos e renda. As empresas da região geram oito mil postos de trabalho diretos e 25 mil temporários.

Segundo o prefeito Anderson Cabido, a escola técnica chega num momento decisivo para a população.  “Quanto mais gente qualificada e preparada, mais emprego, renda e cidadania para os moradores da região”, disse.

Hellen Falone

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página