Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Piso salarial do magistério é reajustado a partir de janeiro
Início do conteúdo da página
Educação profissional e tecnológica

Haiti: Brasil quer aumentar cooperação

  • Quinta-feira, 06 de setembro de 2007, 12h47
  • Última atualização em Quinta-feira, 06 de setembro de 2007, 13h46

Uma representação dos ministérios da Educação e das Relações Exteriores vai a Porto Príncipe, capital do Haiti, conhecer os sistemas de educação profissional, tecnológica e superior e identificar áreas onde a cooperação educacional Brasil-Haiti pode avançar.

A missão, que é composta de representantes da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC) e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), órgão do Ministério das Relações Exteriores, estará no Haiti de 9 a 13 deste mês.

De acordo com Elias Vieira de Oliveira, que representa a Setec na missão, além de conhecer o funcionamento dos sistemas educacionais, a representação quer identificar possibilidades para ampliar a cooperação. Na educação profissional e tecnológica, por exemplo, o Brasil pode contribuir com sua experiência de quase um século.

Em novembro está prevista visita dos haitianos para conhecer o sistema educacional brasileiro e programas como o livro didático, merenda, transporte escolar, transferência de recursos. Com uma população de 7,5 milhões de pessoas, o Haiti é um dos países mais pobres das Américas. A expectativa de vida é de 51 anos e a taxa de desemprego é de cerca de 70% da população adulta.

Sophia Gebrim

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página