Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > 84% dos participantes acessaram cartão com local de prova do Enem 2019
Início do conteúdo da página
Educação a distância

TV pública terá sinal digital

  • Sexta-feira, 28 de novembro de 2008, 11h11
  • Última atualização em Sexta-feira, 28 de novembro de 2008, 16h53

O ministro da Educação, Fernando Haddad, assinou nesta sexta-feira, 28, um protocolo de intenções referente à transmissão de sinal de TV digital para as emissoras públicas federais. O acordo envolve, além do MEC, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), o Ministério das Comunicações, a TV Câmara, a TV Senado e a TV Justiça.

O documento unifica as emissoras públicas federais em uma plataforma conjunta para transmissão de sinal digital em todo o Brasil. Com isso, as redes poderão reduzir custos. Elas compartilharão torres, capacidade de satélite, geradores de eletricidade e todos os componentes necessários para as transmissões.

“O MEC é um dos maiores beneficiários do protocolo porque vai nos permitir antecipar a implantação do canal da educação em pelo menos quatro anos”, disse Haddad. “Já temos uma programação importante, a da TV Escola, que agora vai poder atender a 27 capitais e outras 229 cidades.”

Cada rede terá seu sinal de televisão, com a própria programação, como já acontece. Com a plataforma única, será evitada a multiplicação da infra-estrutura, principalmente no que se refere a recursos humanos. A evolução da rede compartilhada seguirá um cronograma estabelecido pelo Ministério das Comunicações para a implantação da TV digital no Brasil.

Os ministérios da Educação e das Comunicações criarão dois canais abertos, o da educação e o da cidadania. Cada estado pode ser parceiro na estrutura conjunta de transmissão, com as emissoras públicas locais educativas ou culturais. No início, podem aderir ao operador de rede as capitais e outras 230 cidades com mais de cem mil habitantes.

Assim, será formada a rede nacional de comunicação pública digital, que ficará a cargo da EBC, de acordo com a Lei nº 11.652, de 7 de abril deste ano. “A rede contribuirá para a aceleração para a implantação da TV digital no país”, acredita a presidente da EBC, Tereza Cruvinel.

Letícia Tancredi

X
Fim do conteúdo da página