Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Candidatos já são mais de 336 mil; prazo de inscrição é prorrogado
Início do conteúdo da página
Educação básica

Guia do livro didático está na internet

  • Segunda-feira, 05 de maio de 2008, 10h56
  • Última atualização em Terça-feira, 06 de maio de 2008, 13h30

Já está disponível na internet o catálogo do Programa Nacional do Livro para o Ensino Médio (Pnlem) de 2009. A publicação contém um resumo de todos os livros didáticos disponíveis para escolha dos professores das escolas de ensino médio da rede pública em todo o país. A indicação será feita em junho, mas os professores já podem consultar o catálogo para buscar melhor opção entre as obras que serão usadas no ano letivo de 2009.

O catálogo resulta de criterioso processo de seleção dos títulos inscritos pelas editoras e apresenta resenha e estrutura dos livros, faz uma análise crítica dos seus aspectos conceituais, metodológicos e éticos e sugere caminhos para práticas pedagógicas. A versão impressa é distribuída a todas as escolas. O acesso pela internet reforça o caráter democrático da escolha.

De acordo com a coordenadora-geral dos programas do livro, Sonia Schwartz, a participação do corpo docente é fundamental para o êxito da iniciativa. “Buscamos incentivar os professores a descobrir, juntos, os melhores livros, conforme o projeto pedagógico e a realidade de cada escola”, afirma.

Realizada exclusivamente pela internet, a escolha dos livros terá uma primeira fase, de 2 a 8 de junho, apenas para as escolas estaduais de Minas Gerais, que optarão por obras de história e química. De 9 a 22 de junho, a indicação será aberta a todo o país, nas disciplinas de língua portuguesa, matemática, biologia, física e geografia. Ainda este mês, as escolas receberão correspondência que informará o código de entrada (login) e a senha necessários para fazer a escolha.

Para garantir transparência ao processo e evitar que as editoras pressionem professores e diretores, o Ministério da Educação baixou, no ano passado, a Portaria Normativa nº 7, com normas de conduta a serem seguidas pelos envolvidos nos programas do livro. Sonia Schwartz recomenda a professores e diretores que leiam atentamente as obrigações das escolas, no parágrafo 5º do artigo 3º da portaria. “É muito importante cada parte envolvida saber exatamente como agir para não comprometer a transparência do programa”, afirma.

Leandro Ferraz

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página