Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Discussão sobre currículo é anterior à proposta da Base
Início do conteúdo da página
Educação básica

Programa mostra a estudantes como ficar longe das drogas

  • Terça-feira, 28 de setembro de 2010, 11h52
  • Última atualização em Terça-feira, 28 de setembro de 2010, 11h52
Drogas e juventude são assuntos discutidos por pais, filhos e educadores. Partindo dessa polêmica, foi criado em 1992, no Rio de Janeiro, o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). O modelo, que teve origem nos Estados Unidos, em 1983, é desenvolvido em mais de 58 países. Estudantes do quinto ano do ensino fundamental das redes pública e particular são os alvos do programa, que tem como lema Manter Nossas Crianças Longe das Drogas.

O Proerd promove curso de quatro meses, ministrado por policiais militares voluntários, capacitados pedagogicamente, em parceria com pais, professores, estudantes e comunidades. Com ênfase na prevenção ao uso de drogas, as aulas mostram ao estudante como se manter longe de más companhias, a evitar a violência, a resistir às pressões diretas ou indiretas e a sempre acionar os pais ou responsáveis quando necessário.

Na Escola-Classe 401 do Recanto das Emas, cidade-satélite do Distrito Federal, o Proerd é aplicado desde 2004. De acordo com a supervisora pedagógica Ana Caroline da Costa, os estudantes envolvem-se com o curso de tal maneira que mesmo após a conclusão mantêm atuação em sala de aula, em forma de trabalhos e produção de textos. “A escola é um agente transformador da sociedade”, constata Ana Caroline. “Colaborar para que as crianças tomem uma decisão consciente é fundamental.”

O coordenador do Proerd no Distrito Federal, Eduardo Matos de Souza, salienta que os ensinamentos transmitidos pelo programa permitem aos jovens tomar decisões inteligentes. “Contribuímos com a solução de um problema que está cada vez mais evidente na sociedade”, afirma.

As escolas interessadas em participar do Proerd devem entrar em contato com a Polícia Militar da cidade na qual se localizam.

Sara Scaringi

Saiba mais no Jornal do Professor

Assunto(s): drogas , prevenção , Proerd
X
Fim do conteúdo da página