Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Salário-educação estará à disposição das secretarias nesta sexta-feira
Início do conteúdo da página
Escola do futuro

Parceria para capacitar professores em novas tecnologias é caminho a seguir, diz ministro

  • Sexta-feira, 13 de novembro de 2015, 19h11
  • Última atualização em Segunda-feira, 16 de novembro de 2015, 13h42

Para o ministro Mercadante, a tecnologia estará cada vez mais presente nas salas de aula e a parceria com o ITA trará benefícios às escolas (Foto: divulgação/Prefeitura de São José dos Campos)O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, participou da cerimônia de assinatura de convênio entre a prefeitura de São José dos Campos (SP) e o Instituto de Tecnologia da Aeronáutica (ITA), em São Paulo, nesta sexta-feira, 13. A parceria prevê a capacitação de gestores e professores da rede municipal em novas tecnologias e pode apontar um caminho para um projeto nacional nessa área.

“Há uma necessidade de começar a experiência digital pelo professor para que ele possa liderar esse processo em sala de aula”, afirmou o ministro. As crianças têm um domínio na área digital muito superior ao dos professores e o objetivo do convênio entre a prefeitura e o ITA é qualificar mestres e gestores para reduzir essa distância.

Mercadante acredita que a parceria com o ITA vai ajudar a rede municipal a preparar melhor seus professores e diretores. Antes da solenidade de assinatura, ocorrida no auditório Francisco Antônio Lacaz Netto, no ITA, o ministro visitou a Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Álvares Gonçalves, de São José dos Campos, que adotou o modelo interativo.

“É a escola do futuro. Cada vez mais teremos tecnologia em sala de aula”, observou Mercadante. Os alunos usam tablets em aulas interativas, acrescentou.

O aumento de matrículas nas áreas de física, química, biologia e matemática é outra preocupação do Ministério da Educação. Segundo Mercadante, esse número dobrou nos últimos dez anos: saiu de 6% para 12%. Mas ele defende o estímulo desde o ensino médio para que os alunos se interessem mais por esses campos. “A vocação do brasileiro é a área de humanas, mas precisamos de gente em exatas. Você não constrói um país sem engenheiros.”

Mercadante propõe que seja elaborado um projeto nacional de formação para o Brasil. “Se o país quer participar da sociedade do conhecimento o nosso desafio é o tecnológico”. Ele acredita que esse é o caminho e que a parceria entre ITA e a Prefeitura de São José dos Campos pode contribuir nessa tarefa. 

Assessoria de Comunicação Social

Leia também:
Programa interativo ajuda a inovar ensino em cidade paulista

 

X
Fim do conteúdo da página