Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Dez dicas importantes para controlar a ansiedade na hora de fazer a prova
Início do conteúdo da página
Educação básica

Dia do Estudante é comemorado nas escolas de todo o país

  • Quinta-feira, 11 de agosto de 2005, 11h19
  • Última atualização em Segunda-feira, 14 de maio de 2007, 10h50

Foto: Tereza SobreiraO Dia do Estudante, comemorado nesta quinta-feira, 11, costuma ser diferente da rotina diária da escola. Para homenagear os alunos, muitos centros de ensino programam atividades extraclasse. No Guará, cidade do Distrito Federal, por exemplo, o Centro de Ensino Fundamental 01 (CEF 01) distribuiu uma merenda escolar especial e organizou uma apresentação de teatro e dança. “Hoje foi dia de cachorro-quente, teatro e música para divertir os estudantes”, disse a diretora da escola, Verônica Portacio.

O colégio, que tem cerca de dois mil alunos, atende crianças e jovens de um bairro carente de Brasília, a Estrutural. Segundo a professora Rosângela Mafra, alguns estudantes acham ruim quando não podem ir à aula. “Muitos fogem da realidade violenta que vivem no bairro ou em casa. Por isso, temos que oferecer um ambiente agradável para eles”, explica.

Para os alunos, a merenda escolar desta quinta-feira foi especial. “É legal mudar um pouco as comidas da merenda”, festejou João Carlos de Souza, 12 anos, estudante da 5ª série. No cardápio do CEF 01 são servidos arroz-doce, biscoito, sucrilhos, galinhada, carne com arroz e feijão, entre outros. Este ano, o Ministério da Educação investirá R$ 1,14 bilhão na Merenda Escolar para atender 36,4 milhões de crianças de escolas públicas de todo o país. O programa tem como objetivo atender às necessidades nutricionais dos alunos durante sua permanência em sala de aula.

Leitura - Leilton Sobral, 13 anos, é fã da prática da leitura. “Sempre pego emprestado livros na biblioteca. Já li muitos”, disse. Ele conta que cuida do seu livro porque “ele ensina muita coisa”. Para o MEC, tornar a leitura presente no cotidiano e na sala de aula é um desafio. Criado pelo ministério em 2003, o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) indicou que 55% dos alunos da 4ª série do ensino fundamental têm desempenho crítico ou muito crítico em língua portuguesa.

Para reverter a situação, o Programa Nacional do Livro Didático do MEC distribuiu 1,026 bilhão de livros, entre 1994 e 2004, para 30,8 milhões de alunos. Em 2006, serão fornecidos dicionários para mais de 478 mil salas de aula de quase 139 mil escolas públicas de 1ª a 4ª série do ensino fundamental. Este ano, o MEC iniciou um programa inédito de distribuição de livros didáticos para o ensino médio. Receberam livros de português e matemática, 1,3 milhão de alunos da 1ª série do ensino médio de mais de cinco mil escolas das regiões Norte e Nordeste. Em 2006, o programa será ampliado para as escolas de ensino médio de todo o país.

Repórter: Flavia Nery

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página