Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Ministério da Educação decide restabelecer o Saeb como o principal sistema de avaliação
Início do conteúdo da página
Educação básica

Cidades baianas ganham escolas de ensino médio

  • Quinta-feira, 01 de setembro de 2005, 11h51
  • Última atualização em Segunda-feira, 14 de maio de 2007, 12h12

Os municípios baianos de Laje, Jitaúna, Saúde, Aiquara, Quijingue e Mulungu do Morro terão escolas de ensino médio no próximo ano. O titular da Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC), Francisco das Chagas Fernandes, e a secretária de educação da Bahia, Anaci Bispo Paim, assinaram na quarta-feira, 31 de agosto, no Ministério da Educação, termo aditivo de convênio do Projeto Alvorada que permitirá a construção de uma unidade em cada município.

O acordo faz parte do replanejamento do convênio 83/2002, que libera um saldo de R$ 28,8 milhões, a ser aplicado na melhoria e na expansão do ensino médio em áreas de baixo índice de desenvolvimento humano (IDH). “A intenção é melhorar a aplicação desse dinheiro a fim de garantir o investimento no ensino médio e dar condições aos estudantes de continuar os estudos em sua própria cidade”, explicou Fernandes.

Segundo Anaci, as aulas naqueles municípios são ministradas em espaços improvisados. “Não há escolas construídas para esse nível de ensino”, explicou a secretária. “Com a assinatura do termo aditivo, vamos autorizar a abertura do processo para a construção e dar início às obras a fim de viabilizar o atendimento já em 2006.”

As escolas, que seguem um projeto padrão, atenderão 720 alunos. Cada unidade terá seis salas de aula, espaço para laboratórios de informática e de ciências, salas de vídeo e de leitura e quadra de esportes, além da estrutura administrativa. A contrapartida do estado será dotá-las de mobiliário e equipamentos. “Uma escola não é feita só de sala de aula”, destacou Anaci. “É necessária toda uma infra-estrutura para que funcione como espaço pedagógico e promova o desenvolvimento do aluno.”

Os recursos também serão utilizados para a formação continuada de professores das diversas áreas do conhecimento e reaparelhamento de outras 124 escolas do estado. Elas receberão computadores, impressoras, retroprojetor e ar condicionado.

Repórter: Heloisa d’Arcanchy

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página