Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Brasil Alfabetizado é considerado sucesso no governo Lula
Início do conteúdo da página
Educação básica

Concurso literário do FNDE premia estudantes na Bienal do Livro

  • Sexta-feira, 03 de agosto de 2018, 18h14
  • Última atualização em Sexta-feira, 03 de agosto de 2018, 18h18

São Paulo, 3/8/2018 – A 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo foi palco, nesta sexta-feira, 3, da cerimônia de premiação da primeira edição do concurso literário Faça Parte dessa História, promovido pelo MEC por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Participaram estudantes matriculados em turmas de ensino fundamental e médio de escolas públicas de todo o Brasil, concorrendo nas categorias Anos iniciais do ensino fundamental, Anos finais do ensino fundamental e Ensino médio.

Os vencedores foram selecionados após enviarem poemas, contos e crônicas, entre outros gêneros literários. O primeiro colocado em cada uma das categorias ganhou uma viagem internacional para conhecer a maior feira de livros do mundo, a de Frankfurt, na Alemanha. Em meio às comemorações, os estudantes falaram sobre a importância da educação no país e das oportunidades aos jovens.

“Minha professora de língua portuguesa me incentivou muito desde o primeiro ano”, lembrou Vinícius Cellurale Novaes, de Praia Grande (SP), primeiro colocado na categoria Ensino médio. Seu conto, “Solo mãe”, fala sobre patriotismo. “Tenho 17 anos e um projeto de vida que é fazer parte da educação desse país. Quero ser professor de língua portuguesa. Estamos aqui para mostrar que a escola pública tem uma educação de qualidade. Vamos dar mais valor aos nossos professores”.

Marcela Canteli Boiago, de Fernandópolis (SP), vencedora na categoria Anos iniciais do ensino fundamental, tem apenas dez anos e já mostra empolgação com as letras. “Os professores sempre inscreveram a gente em concursos”, contou. “Quando recebi a notícia [de ter sido selecionada], no primeiro dia ainda não tinha caído a ficha. Só no outro dia percebi que tinha ganhado uma viagem para a Alemanha.  Estou muito feliz. Não sei ainda se vou continuar com essa carreira de escritora, mas penso, sim, em concorrer mais [em outros concursos] com poemas, pois é uma experiência legal.”

Como o tema pedia a valorização da cultura brasileira, Giselle Gonçalves da Silva, 14 anos, vencedora na categoria Anos finais do ensino fundamental, aproveitou para contar sobre a realidade da cidade de onde veio, Maracapanã (PE). “Vi nesse concurso uma oportunidade para falar das dificuldades que enfrentamos lá em nosso estado”, relatou. “Um poeta que vê o que está acontecendo ao seu redor e não escreve, não é um poeta. Quando soube do resultado, foi só alegria. Vejo como se eu tivesse aberto portas para os outros alunos.”  

Os outros dois finalistas em cada uma das três categorias, além da oportunidade de conhecer a Bienal em São Paulo, receberam um laptop (segundo colocado) e um tablet (terceiro colocado), além de um acervo de livros literários.

Assessoria de Comunicação Social 

Assunto(s): FNDE , concurso literário , bienal
X
Fim do conteúdo da página