Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Projeto premiado ajuda alunos a alcançar o autoconhecimento
Início do conteúdo da página
Educação superior

Bolsistas brasileiros têm sua primeira aprovação na Espanha

  • Terça-feira, 20 de julho de 2010, 18h56
  • Última atualização em Terça-feira, 20 de julho de 2010, 18h56
Estudantes selecionados pelo ProUni começam a vencer em Salamanca. (Foto: Letícia Trancredi)Os dez estudantes brasileiros selecionados pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) internacional, em março, para fazer a graduação na Universidade de Salamanca, na Espanha, foram aprovados nos exames de proficiência em língua espanhola e na prova específica. Um estudante alcançou nota 9,67 pontos, numa escala até dez, e a nota mínima foi 6,7 pontos.

Na avaliação do assessor internacional do Ministério da Educação, Leonardo Rosa, o desempenho dos estudantes foi muito bom. Eles fizeram um curso intensivo de espanhol, com professor da Universidade de Salamanca, em Brasília, em março, e mais dois meses na própria instituição. Além da língua espanhola, os bolsistas estudaram filosofia e participaram de atividades de integração em Salamanca. As provas de proficiência e específica foram em 31 de maio.

Aprovados, explica o assessor internacional do MEC, os estudantes ingressam nos cursos no início de setembro. Dois estudantes pediram à instituição e conseguiram trocar os cursos. Thiara Gomes da Silva Lima estava inscrita para engenharia civil e passou para a engenharia química. Tâmira Gressoni trocou comunicação social por comunicação audiovisual. Segundo Leonardo Rosa, as trocas foram feitas entre a instituição e os alunos; o MEC não participou das mudanças.

Os dez estudantes integram a primeira turma do ProUni internacional. A possibilidade de estudar em Salamanca foi criada por uma parceria firmada em janeiro deste ano entre o MEC e aquela instituição. Pelo acordo, de 2010 a 2013, serão enviados 40 alunos brasileiros para cursos de graduação em Salamanca, sendo dez por ano.

A seleção do Brasil é feita pelas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), entre alunos que pleiteiam bolsas do ProUni. São alunos de escolas públicas e de baixa renda. Para estudar na Espanha, os estudantes recebem bolsa permanência paga pelo banco Santander no valor de até 11,8 mil euros por ano, o que equivale a R$ 30 mil. O recurso é para custear hospedagem, alimentação e um deslocamento da Espanha para o Brasil e retorno, no recesso escolar de fim de ano.

Universidade – Criada em 1218, a Universidade de Salamanca é a mais antiga instituição de ensino superior da Espanha e uma das mais antigas da Europa. Tem hoje cerca de 30 mil alunos de diversas partes da Espanha, de países de língua espanhola e de outras nacionalidades, em cursos de graduação e pós-graduação. Conheça a instituição.

Ionice Lorenzoni

Saiba quem são os estudantes brasileiros em Salamanca

X
Fim do conteúdo da página