Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Estudantes que contrataram até 2017 podem renegociar dívidas
Início do conteúdo da página
Educação superior

Concefet apóia a reforma da educação superior

  • Sexta-feira, 25 de fevereiro de 2005, 15h12
  • Última atualização em Quarta-feira, 09 de maio de 2007, 12h12

Ao receber hoje, 25, o apoio do Conselho Nacional dos centros federais de educação tecnológica (Concefet) ao anteprojeto da reforma da educação superior, o ministro da Educação, Tarso Genro, pediu aos dirigentes dos centros que debatam, que escrevam nos jornais locais, que apresentem propostas alternativas à versão preliminar do documento. Para o ministro, nesse debate ninguém pode ficar omisso, "porque a reforma universitária está inserida, de forma profunda, no processo de transição do País para um outro modelo de desenvolvimento".

No documento que foi entregue ao ministro, os dirigentes dos 34 Cefets, da Escola Técnica de Palmas (TO) e do Colégio Pedro II (RJ) destacam como pontos importantes do anteprojeto o resgate das políticas públicas estruturantes necessárias ao crescimento do País; a afirmação do papel e da função social da educação; a manutenção da educação pública, gratuita e de qualidade e sua extensão para todos os cidadãos. Nesse sentido, diz o documento, o "Concefet reitera o apoio à forma legítima e democrática dada pelo ministério no processo de discussão" e se compromete a encaminhar suas contribuições. Tarso Genro destacou que o apoio do Concefet torna cada vez mais viável a reforma e que ela terá a obrigação de afirmar a educação tecnológica no Brasil.

Ionice Lorenzoni

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página