Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Fórum discute software livre
Início do conteúdo da página
Recursos para a educação

Programa de bolsas de internato médico será retomado pelo MEC

  • Sexta-feira, 12 de agosto de 2016, 18h59
  • Última atualização em Segunda-feira, 15 de agosto de 2016, 14h27

O Ministério da Educação repassará, nas próximas semanas, R$ 9,9 milhões para o pagamento de 756 bolsas em 26 cursos de medicina de universidades federais sem hospitais próprios, para o campo de prática na forma de internato. Com a iniciativa, o MEC retoma o Programa de Apoio ao Internato Médico em Universidades Federais (Pró-Internato), coordenado anteriormente pelo Ministério da Saúde. Os valores para o pagamento das bolsas no próximo ano também já estão previstos na proposta orçamentária para 2017.

Os últimos bolsistas dessa modalidade foram selecionados para o Pró-Internato nos cursos de graduação em medicina, em 2014, por meio de edital do Ministério da Saúde. Até janeiro de 2016, foram financiadas bolsas para tutores acadêmicos e preceptores do serviço de saúde em seis áreas do internato: clínica médica, cirurgia geral, ginecologia-obstetrícia, pediatria, medicina de família e comunidade ou saúde coletiva, urgência e emergência.

A liberação tem como objetivo garantir a continuidade do financiamento de bolsas de tutoria acadêmica e preceptoria de estudantes de medicina, por meio do Programa de Desenvolvimento da Preceptoria em Saúde (Prodeps). O programa será implementado pelo MEC sob a responsabilidade da Diretoria de Desenvolvimento da Educação em Saúde da Secretaria de Educação Superior (Sesu). Dessa forma, o MEC assegurará os recursos financeiros necessários para a manutenção e garantia da qualidade do processo de formação médica nas universidades federais que não possuem hospitais.

Assessoria de Comunicação Social

Assista:

 

X
Fim do conteúdo da página