Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Inep disponibiliza material inédito sobre correção da redação do Enem
Início do conteúdo da página
Enem

Unidades prisionais têm novo prazo para firmar a adesão

  • Terça-feira, 11 de outubro de 2016, 11h55
  • Última atualização em Terça-feira, 11 de outubro de 2016, 11h55

Foi prorrogado para as 23h59 (de Brasília) desta quarta-feira, 12, o prazo de preenchimento do termo de adesão, responsabilidades e compromissos das instituições de administração prisional e socioeducativas do país relativo ao Enem de 2016 para pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa. A adesão deve ser feita on-line. Após essa etapa, o prazo para a inscrição oficial no Enem vai até as 23h59 do dia 21 próximo.

Ao preencher o termo de adesão, firmado com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão vinculado ao MEC responsável pelo exame, as entidades prisionais e socioeducativas devem indicar um responsável pedagógico, a quem caberá providenciar a inscrição dos participantes. Ele terá acesso aos resultados e será encarregado de divulgar, aos inscritos, as informações relativas ao exame, bem como encaminhar os candidatos ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e a outros programas de acesso à educação superior.

Para a presidente do Inep, Maria Inês Fini, a aplicação do Enem para pessoas privadas de liberdade é uma iniciativa relevante. “Temos de acreditar que a privação de liberdade precisa ter um caráter educativo, e o Enem pode se juntar a outras iniciativas que visem a promover a recuperação dessas pessoas”, avalia.

As provas do Enem para os privados de liberdade serão realizadas em 6 e 7 de dezembro, nas unidades prisionais e socioeducativas do país. No primeiro dia, os candidatos farão as provas de ciências humanas e suas tecnologias (história, geografia, filosofia e sociologia) e de ciências da natureza e suas tecnologias (química, física e biologia), com duração total de 4 horas e 30 minutos. No segundo dia, serão avaliados os conhecimentos em linguagens, códigos e suas tecnologias (língua portuguesa, literatura, língua estrangeira — inglês ou espanhol —, artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação), redação e matemática, com duração total de 5 horas e 30 minutos.

A adesão das entidades e as inscrições devem ser feitas na página do exame na internet. Mais informações no Edital nº 23, de 20 de setembro de 2016, publicado no Diário Oficial da União de 21 de setembro último.

Assessoria de Comunicação Social

Assunto(s): Enem , privados de liberdade
X
Fim do conteúdo da página