Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Instituições federais recebem R$ 277 milhões em investimento
Início do conteúdo da página
Educação superior

Ministro da Educação visita obras de novo campus da Universidade Rural no Cabo de Santo Agostinho

  • Segunda-feira, 02 de abril de 2018, 17h02
  • Última atualização em Segunda-feira, 02 de abril de 2018, 19h48

Cabo de Santo Agostinho (PE), 2/4/2018 – O ministro da Educação, Mendonça Filho, visitou nesta segunda-feira, 2, as obras de construção do novo campus da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), no município de Cabo de Santo Agostinho, na região metropolitana do Recife. Iniciada em agosto de 2014, a construção está orçada em R$ 214,5 milhões. Atualmente, esta é a maior obra em execução realizada pelo Ministério da Educação no estado.

 “Não queria me despedir do MEC sem estar presente naqueles lugares que considero como marcos da nossa gestão, e foi por isso que fiz questão dessa visita aqui em Cabo de Santo Agostinho”, afirmou Mendonça Filho. “Podemos garantir uma contribuição relevante do ponto de vista do ritmo da obra, de execução de serviço – quase 60% do total até a conclusão, o que mostra claramente que houve uma priorização tanto por parte da universidade quanto também uma cobertura e um suporte por parte do MEC.”

Quando assumiu o Ministério da Educação, em maio do ano passado, Mendonça Filho encontrou-a com apenas 9% dos trabalhos concluídos e a construção seguia em ritmo lento. No período de outubro de 2016 a março de 2018, 49% dos trabalhos tiveram seguimento. Durante a gestão de Mendonça Filho, R$ 166 milhões foram investidos. Nesse período, foi formada uma força tarefa que chegou a 600 pessoas envolvidas na construção, com investimentos de R$ 190.383.513,27. A atual gestão ampliou em 13 vezes o valor inicial disponível (1.357%).

A expectativa de Mendonça Filho é de que a obra esteja concluída em 2019. “Espero que possamos manter o ritmo, continuar nesse nível de aplicação de recursos, concluindo a obra até o próximo ano e que, possivelmente em 2020, já tenhamos estudantes aqui, o que vai ser muito positivo para toda a região”, declarou.

Emocionada, a reitora da UFRPE, Maria José de Sena, agradeceu o trabalho desenvolvido por Mendonça Filho durante o tempo em que esteve à frente da pasta da Educação. “Temos que reconhecer e agradecer o avanço que as universidades e institutos de ensino, não só de Pernambuco, mas de todo o Brasil, tiveram com o senhor na gestão do MEC”, elogiou.

Obras – A unidade do Cabo de Santo Agostinho começou a funcionar no segundo semestre de 2014, em local provisório, e oferta o modelo integrado bacharel/tecnólogo, aprovado pelo Conselho Nacional de Educação (CNE).

São cinco cursos de engenharia que permitem a diplomação de cursos superiores em tecnologia no terceiro ano, permitindo, assim, a dupla diplomação. Cada entrada conta com 300 alunos. Até o momento, 1,2 mil estudantes já ingressaram na instituição.

Além dos cursos de graduação em engenharia (mecânica, eletrônica, elétrica, civil e de materiais), há cinco de formação intermediária, os chamados tecnólogos de nível superior (construção civil – edificações, transmissão e distribuição elétrica, automação industrial, gestão da produção industrial e mecânica –  e processos industriais).

Inicialmente, os estudantes ocupavam um espaço no Complexo Logístico Cone Multimodal, em uma área aproximada de 3.000 m². Em 2017, a unidade mudou-se para outra estrutura provisória, de 11.000 m², na Torre Empresarial Cabo Corporate, em condições de atender a todo o ciclo de formação das engenharias, num espaço mais amplo e adequado às atividades. Já foram investidos cerca de R$ 10 milhões na compra de equipamentos para os novos laboratórios.

02/04/2018 - Visita às obras de construção da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Campus Cabo de Santo Agostinho. (Foto: André Nery/MEC)

Assessoria de Comunicação Social

Assunto(s): educação superior , UFRPE
X
Fim do conteúdo da página