Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC lança Política Nacional de Formação de Professores com Residência Pedagógica
Início do conteúdo da página
Educação superior

Professores aderem ao Portal Mundo Acadêmico

  • Terça-feira, 23 de maio de 2006, 14h38
  • Última atualização em Sexta-feira, 18 de maio de 2007, 10h14

Aos poucos, professores universitários utilizam as tecnologias do Portal Mundo Acadêmico e apresentam suas páginas virtuais no programa do Ministério da Educação. A professora Margarete Axt, da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), é um exemplo. Na página eletrônica, utilizada pela Universidade de Brasília (UnB) e ligada ao Portal, o usuário pode conhecer projetos da professora, como o Pró-Vida, e comunidades virtuais de aprendizagem.

Margarete, que ministra a disciplina laboratório de estudos em linguagem, interação e cognição (prática de pesquisa I e II), apresenta textos de sua autoria, como A produção textual de alfabetizandos jovens e adultos em ambientes informatizados: identificando transformações no sentido e na atividade escrita. Já o professor da UnB, Emiliano Faria, diz na sua página que é pesquisador na área de desenvolvimento de software educacional, com base em inteligência artificial. Emiliano divulga notícias e eventos que ocorrerão em Bamako (Mali), Caracas (Venezuela) e Karachi (Paquistão). O professor Paulo Mendonça, também da UnB, colocou só um pôr-do-sol em sua página. E Lúcio Teles preferiu colocar sua foto na página e dizer quem é, quais cursos possui e opiniões sobre a vida em Brasília.

Objetivos – Ao acessar o Portal, o internauta verá o que é o programa e poderá ir para as instituições federais de educação superior. No sítio de cada instituição há a página principal, a página do professor, notícias, boletins, disciplinas e acervo virtual. Os 15 portais ligados ao Mundo Acadêmico têm links para chats, Universidade Aberta e Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC). O objetivo do portal é apoiar ações de inclusão educacional no Brasil que contribuam para tornar acessíveis cursos, materiais didáticos, estudos e pesquisas utilizando as tecnologias digitais.

Por meio do Portal Mundo Acadêmico, lançado no último dia 15, pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, usuários da internet têm acesso, gratuitamente e de forma otimizada, a conteúdos desenvolvidos pelas universidades públicas. Segundo a professora Maria Rosa Abreu, coordenadora do portal da UnB, o Mundo Acadêmico é uma contribuição do MEC e do Fundo das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), com apoio de especialistas de software livre e do governo eletrônico, para o professor ter espaço seguro de publicação da sua produção de ensino, pesquisa e extensão.

“Estamos em fase de testes. É um programa importante, onde o sistema está descentralizado nos CPDs das universidades e é gerenciado com autonomia”, disse. A seu ver, o programa tem uma filosofia que se baseia na sociedade de conhecimento e inclusão social. Maria Rosa entende que o Portal Mundo Acadêmico terá alcance para o bem público e compartilhamento de conhecimentos.

A consultora da Secretaria de Educação Superior (SESu/MEC), Irla Bocianoski Rebelo, diz que a primeira oficina do Portal Mundo Acadêmico, realizada no 4º Congresso Brasileiro de Educação Superior a Distância (Esud), na semana passada, em Brasília, foi um sucesso. Além das universidades federais ligadas ao projeto-piloto do programa, outras instituições participaram da oficina. Irla estima que em três meses o portal poderá cadastrar outras instituições, além das 15 participantes.  “Pudemos divulgar o programa com mais detalhes e trocar idéias para estratégias de divulgação. Há interesse das universidades em colaborar no desenvolvimento do programa e empenho para instalar o sistema”, afirmou.

Inicialmente, 15 universidades federais – de Brasília, Paraná, Rondônia, São Carlos (SP), Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pelotas (RS), Goiás, Santa Maria (RS), Amazonas, Piauí, Amapá, Rural do Rio de Janeiro, Pará e Fluminense (RJ) – participam do portal. O portal vinha sendo desenvolvido há dez anos pela Unesco e UnB em ambiente de teste. Está sob a coordenação da SESu, Secretaria de Educação a Distância (Seed/MEC) e Unesco.

Módulos – O Portal Mundo Acadêmico será constituído, em sua versão final, por três módulos: Sistema de Publicação, que está funcionando; Portal de Busca; e Padrão de Indexação. O Sistema de Publicação fornece infra-estrutura que permite a professores a criação de páginas acadêmicas, tornando disponível, para acesso livre, sua produção de conhecimento na esfera da pesquisa, ensino e extensão, no campo da experimentação, nas aplicações das tecnologias da informação e da comunicação, com vistas à excelência da aprendizagem e avanço na pesquisa de novas linguagens.

O Padrão de Indexação permitirá às instituições com sistemas de publicação tornar o conteúdo disponível a partir do Portal de Busca, que é um serviço que permitirá ao usuário fazer pesquisas de conteúdos desenvolvidos em qualquer instituição.

Repórter: Súsan Faria

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página